Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 23 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
NAVIRAÍ

Justiça suspende 50% dos abates no frigorífico Bertin de Naviraí

10 Nov 2010 - 09h53Por MS Notícias

A justiça interditou parcialmente o abate de gado do frigorífico Bertin no município de Naviraí. A indústria, que vinha abatendo em torno de 1.400 cabeças de gado/dia, passou, desde o dia 5, a abater apenas 700 cabeças. Essa mudança é para que a empresa providencie a climatização do ambiente de matança. A informação é de Algemiro Lopes, presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação de Naviraí e região.

Algemiro explicou que a determinação foi do Ministério Público do Trabalho por conta de uma ação cautelar impetrada em parceria com o sindicato. “Há mais de um ano a empresa foi notificada pela diretoria sindical de que precisava providenciar a climatização do setor de abates. A situação estava crítica no local. Só que ela não tomou nenhuma providência desde então”, explica o sindicalista.

Com a redução de 1.400 cabeças para 700 cabeças/dia, o frigorífico vai abater diariamente no período de 5 da manhã às 10h30. Depois deverá dedicar o tempo para as providências necessárias no setor, ou seja, climatizar a área.

O Bertin de Naviraí tem até 16 de dezembro para cumprir a determinação da justiça, explicou Algemiro. Segundo ele, com a climatização os trabalhadores terão um ambiente melhor para atuar e a carne terá mais garantia de qualidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico