Menu
SADER_FULL
sábado, 16 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Juros para empréstimos caem ao menor patamar desde 1995

14 Out 2010 - 12h58Por Terra

A taxa de juros média para a pessoa física apresentou queda em setembro, indo a 6,74% ao mês, segundo dados divulgados pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), nesta quinta-feira. Esta é a quarta queda consecutiva, apesar de aumentos da Selic neste período, o que coloca o indicador no menor patamar desde 1995.

 

De agosto para setembro, a taxa de juro média para a pessoa física teve queda de 0,01 ponto percentual, o que representa 0,25 ponto ao ano.

 

A taxa de juros para pessoa jurídica teve uma redução de 0,04 ponto percentual no mês de setembro ante agosto, 0,72 ponto percentual ao ano.

 

Segundo Miguel Ribeiro de Oliveira, conselheiro da ANEFAC e responsável pela pesquisa, a queda nos juros pode ser creditada ao bom momento da economia brasileira, à normalização do mercado externo e do crédito internacional depois da crise nos países europeus, além da queda na inadimplência e a competição do setor.

 

Segundo as especulações da instituição, a taxa de juros média deve continuar caindo nas próximas apurações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat