Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 10 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Juíza autoriza contratação de segurança para despejar MST

11 Ago 2004 - 09h23
A juíza da comarca de Bonito, Pantanal de Mato Grosso do Sul, Luciane Buriasco de Oliveira Mello, autorizou a Associação pela Unificação da Família e Paz Mundial, com sede na Coréia do Sul, a contratar seguranças particulares para fazer o despejo de 350 famílias integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra. A entidade é proprietária da Fazenda Aruanã, de 1.200 hectares, que foi invadida sexta-feira última.

O governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, ficou irritado com a decisão, afirmando que "também cabe a Justiça cobrar do reverendo Moon, suas reais intenções na região de Jardim e Bonito. O religioso possui quase 500 mil hectares na região". Zeca do PT elevou o tom de voz, dizendo que "ela não manda no meu governo. Todo jagunço que for contratado eu já ordenei a prisão". Estão no local a partir de hoje 250 policiais militares fortemente armados, negociando a desocupação pacífica da fazenda.

Gilberto Cipriano de Almeida, um dos líderes dos invasores, garantiu que não deixarão a área, sem a destinação de um outro local onde o grupo possa ser assentado definitivamente. "Já recebemos o ultimato da PM. Para deixar-mos a fazenda pacificamente, caso contrário entrarão com força total e expulsarão a gente". "O Governo do Estado tem sete dias para despejar os sem-terra da Fazenda Aruanã, caso contrário, o proprietário pode realizar a desocupação contratando uma empresa de segurança particular", disse a juíza.

Hoje o superintendente regional do Instituto Nacional de Reforma de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Luiz Carlos Bonelli, declarou que a Fazenda Aruanã, foi considerada altamente produtiva em vistoria realizada há dois anos. Entretanto o imóvel passará na próxima semana, por nova vistoria, visando constatar se ainda continua produtiva, caso contrário será desapropriada. Existem outras quatro fazendas da associação de Moon, em processo de desapropriação no Estado, para a reforma agrária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVARDIA
Mulher agride menino autista em playground e vídeo viraliza
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Nicolau descobre que Diana luta karatê e fica em choque
ACUMULOU
Ninguém acerta a mega-sena e prêmio acumula em R$ 30 milhões
VIOLENCIA
'Tiro, porrada e bomba': festa em universidade acaba em pancadaria e PM responde com violência
NOVELA GLOBAL
Gabriel confronta Valentina em “O Sétimo Guardião”
ARROCHO
Regra defendida por Bolsonaro tira R$ 1,1 mil por mês das novas aposentadorias
BARBÁRIE
Mulher é presa após atear fogo em cachorro
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Feliciano foi muito rico e ajudou Valentina no passado
SE DEU MAL
Assaltante é morto após fazer idosa de 83 anos refém no Rio de Janeiro
ROUBO MILIONÁRIO
Homens invadem banco, trocam tiros com polícia e fogem com R$ 1 milhão