Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 14 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
DOURADOS

Juiz prefeito diz que Délia pode assumir essa semana em Dourados

20 Set 2010 - 05h23Por Fátima News com Assecom

O juiz prefeito interino Eduardo Machado Rocha, que está à frente da administração municipal há pouco mais de 15 dias, falou mais uma vez sobre os problemas encontrados na prefeitura. Ele foi o entrevistado de sábado do programa “Hora da Verdade”, da rádio Grande FM.

Acompanhado da esposa e procuradora do município, Simone Werner, dos secretários de Educação Idenor Machado, de Saúde Mário Eduardo Rocha e do assessor de Comunicação Social Silva Júnior, o juiz disse que os maiores problemas foram encontrados na saúde e na educação.

Segundo ele, a situação é de caos em praticamente todos os setores da administração pública, mas em especial nessas duas áreas. “A Saúde estava parando, a Educação capengando. Os alunos estavam estudando ao relento, nas escolas nem giz tinha. Na saúde não havia luva médica e nem seringa. É lamentável a forma como a prefeitura vinha sendo administrada”.

Ao apontar possíveis irregularidades, como por exemplo, divergência nos relatórios do Fundeb (Fundo Nacional da Educação Básica), na licitação para aquisição de materiais destinados à saúde que foi suspensa e contratos com valores muito elevados e que foram revistos agora – como é o caso do transporte escolar - o juiz prefeito interino disse que não tinha noção do que o aguardava na prefeitura.

“Não sabia o que me esperava, mas sabia o que tinha de fazer. Com a ajuda da minha esposa, que é procuradora do município, da equipe de técnicos de minha confiança que montei, em 15 dias nós conseguimos colocar a coisa para andar”, declarou Eduardo Machado Rocha.

O juiz disse ainda que, com o apoio do governo do Estado e a vontade do governo federal em ajudar a cidade, algumas conquistas foram possíveis neste período. “Fui até Brasília, onde após encontros nos ministérios da Fazenda e das Cidades conseguimos viabilizar R$ 50 milhões para Dourados. Nestes 15 dias também estivemos trabalhando com o Ministério Público, com os auditores do TCE [Tribunal de Contas do Estado] e do TCU [Tribunal de Contas da União], vasculhando todos os documentos das secretarias”, explicou.

Na entrevista, o juiz prefeito lembrou que está interinamente no cargo, situação decretada por força de uma decisão judicial e que deve ainda esta semana fazer a transferência do cargo à vereadora Délia Razuk (PMDB), eleita na semana passada presidente da Câmara Municipal. “Nesta segunda-feira, eu me reúno na prefeitura com a vereadora Délia para definir a transferência de cargo. Não há possibilidade de eu continuar nesta função. Quem ocupa este cargo é um representante eleito pelo povo e não um magistrado”, acrescentou Eduardo Machado Rocha.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Luz passa mal ao abraçar e beijar a mãe pela primeira vez