MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 15 de Dezembro de 2017
DELPHOS_FULL
14 de Outubro de 2004 07h18

Juiz não vê gol, e Brasil decepciona com empate

A Seleção Brasileira decepcionou a torcida alagoana e apenas empatou sem gols com a lanterna Colômbia no estádio Rei Pelé, em Maceió, nesta quarta-feira à noite. Apesar do tropeço, que teve direito a gol de Adriano não visto pelo juiz (a bola pingou dentro do gol e saiu), a equipe de Parreira ainda lidera as eliminatórias sul-americanas, com 20 pontos, após a abertura do segundo turno.

Para o técnico Carlos Alberto Parreira, a culpa pela pífia apresentação foi do adversário. "Quando um não quer, dois não brigam. A Colômbia não quis jogar futebol."

O artilheiro Ronaldo se incomodou mais com o erro do árbitro. "Quando a bola entrou, o juiz não deu".

Apático, Ronaldo perdeu um gol feito (sem goleiro) e acabou ofuscado pela noiva, Daniela Cicarelli, ovacionada pela torcida ao se acomodar na tribuna do estádio Rei Pelé.

Os colombianos têm dez pontos em dez jogos, mas saíram satisfeitos com o empate, pois pouco se arriscaram no ataque.

Fora de campo, o jogo também esteve longe de ser um sucesso. O governo alagoano tentou arrecadar latas de leite em pó nos treinos e recebeu algumas cheias de areia. Os ingressos, caros, espantaram alguns torcedores e houve até cambista reclamando do preço da arquibancada alta: R$ 80. Os que assistiram à partida vaiaram o time brasileiro após o apito final.

O jogo

A equipe brasileira era bastante superior desde o começo. A Colômbia se preocupou em congestionar a intermediária para não tomar gols e se defendia com oito ou nove jogadores na maioria das vezes.

Mesmo assim, com toques rápidos e as arrancadas de Ronaldo, o time de Parreira chegou a encontrar espaços e ameaçou logo aos oito minutos, com chute de Alex. O goleiro Calero se atrapalhou e quase tomou o gol, mas se recuperou depois.

Aos 17 minutos, Ronaldo recebeu em velocidade e passou por dois marcadores na trombada. Restrepo, que era o último homem, recuperou a bola e acabou com o ataque brasileiro.

O artilheiro do pentacampeonato teve boa chance pouco depois, aos 21 minutos. Em nova jogada de velocidade, ele entrou pela esquerda e bateu no canto para boa defesa do goleiro rival. Um minuto depois, o Brasil tomou a bola na intermediária e levantou a torcida: Roque Júnior tocou para Zé Roberto na entrada da área. O meia ameaçou passe para Roberto Carlos, enganou a defesa e chutou à esquerda de Calero.

A seleção colombiana só ameaçou aos 32 minutos, em cobrança de falta. Um minuto antes, Roque Júnior levou drible na entrada da área e derrubou Angel. Yepes cobrou por cima, com perigo. Essa foi a única finalização da Colômbia na primeira etapa.

O meio-campo brasileiro esteve carente na criação. Alex, que substituiu Kaká, suspenso, deixou a desejar. Em um dos poucos lances de assistência do meia no primeiro tempo, o erro foi de Ronaldo, que recebeu na área em boas condições e chutou para fora, sem perigo, aos 35 minutos. Zé Roberto, que também tem como função cobrir as descidas de Roberto Carlos e fechar o lado esquerdo do meio-campo, foi mais efetivo na armação e deu mais passes que resultaram em finalizações.

As melhores jogadas do Brasil saíam das arrancadas do atacante do Real Madrid da intermediária. Em uma delas, a defesa colombiana fez falta. Ronaldinho cobrou por cima aos 37 minutos e o grito de gol continuou entalado na garganta da torcida alagoana.

A última chance do Brasil no primeiro tempo aconteceu após uma seqüência longa de passes na entrada da área, característica dos times de Parreira, que exige que a posse de bola seja valorizada. A jogada terminou nos pés de Ronaldo, que chutou de bico, por cima, desperdiçando boa chance.

Antes de entrar no vestiário, Parreira avisou que o erro era insistir entrar pelo meio, congestionado pelos colombianos. "Não vai conseguir entrar pelo meio. Tem que jogar pelos lados." Até então a Seleção não havia feito uma jogada de linha de fundo pela direita.

A Colômbia, que demorou para chutar uma bola a gol no primeiro tempo, mandou uma bola acima do gol de Dida logo aos quatro minutos da segunda etapa, com Oviedo.

O Brasil obedeceu ao técnico e chegou pela direita, com Cafu, aos 5 minutos. Ele cruzou na área e Roberto Carlos perdeu gol incrível, com chute por cima do gol. Um minuto depois, foi a vez de Renato descer pelo mesmo lado e sofrer falta de Bedoya, que levou o primeiro cartão amarelo do jogo. Na seqüência da jogada, Ronaldo obrigou Calero a cair no canto para defender chute mascado.

A atuação apagada de Alex provocou sua substituição aos 13 minutos do segundo tempo. Adriano entrou no ataque e Ronaldinho foi recuado para a armação. Elano, convocado às pressas na segunda-feira, entrou no lugar de Magrão, que não se destacou, mas não comprometeu, mesmo porque, foi pouco exigido pelo ataque colombiano.

Uma lambança de Grisales, que errou um passe para Calero proporcionou a grande chance do Brasil no jogo. Ronaldo, responsável pela maioria das chances, perdeu a melhor delas. Ele chegou ganhou do goleiro na dividida, deixou o camisa 1 para trás, driblou mais um zagueiro e, já dentro da área, chutou para fora de pé esquerdo, com o gol aberto, aos 17 minutos.

A Colômbia chegou a marcar um gol aos 24 minutos, em chute de Yepes, mas o juiz apontou impedimento corretamente.

Dois minutos depois, a Seleção também fez um gol, mas o lance foi rápido e o árbitro Jorge Larrionda não teve como confirmar. Adriano pegou sobra da defesa após chute de Ronaldinho e soltou uma bomba: a bola tocou no travessão e pingou dentro, mas saiu logo depois, e o jogo seguiu.

As mudanças feitas por Parreira deixaram o Brasil mais perigoso, mas os colombianos conseguiram se segurar. No final, o técnico Reinaldo Rueda colocou Viveros para fortalecer a marcação. O lanterna da competição estava satisfeito com o empate e teve que dar chutões para não tomar o gol, já que o Brasil ainda teve Edu em campo no final, distribuindo bons passes para os atacantes.

O último lance de perigo real foi aos 41 minutos, em chute de Adriano que terminou em escanteio. E a Seleção de Parreira deixou o gramado sob vaias da torcida.

 

 

 

Terra

Comentários
Veja Também
FORTALEZA
MBO_SEGURANÇA_300
SADER_LATERAL
Últimas Notícias
  
Nossa_Lojas
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.