Menu
SADER_FULL
quinta, 16 de agosto de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Juiz limita saques em Aquidauana para coibir compra de voto

2 Out 2004 - 10h58
 

O juiz da 10ª Zona Eleitoral, Aldo Ferreira da Silva Júnior, proibiu os saques bancários superiores a R$ 5 mil para pessoas físicas e jurídicas, até o dia 4 de outubro, em Aquidauana, município a 135 quilômetros de Campo Grande, para coibir a compra de votos.

Uma denúncia recebida pela Justiça Eleitoral do município informava que seriam sacados R$ 500 mil nas agências bancárias de Aquidauana com a finalidade de comprar votos.

Na decisão, o magistrado alega que recebeu diversas denúncias alertando a respeito da compra de votos na cidade. Devido às dificuldades de confirmar as informações, ele resolveu proibir os saques.

Silva Júnior afirma, ainda na decisão, que não há justificativa para saques em quantias elevadas nesse período pois não o trabalho de cabos eleitorais é proibido no dia das eleições.

Os saques superiores ao valor de R$ 5 mil só poderão ser realizados mediante determinação judicial, após requerimento feito ao juiz.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

TECNOLOGIA
Segunda via do RG pode ser solicitada pela internet
BOA AÇÃO
Empresário curado faz doação milionária para hospital público
VIOLENCIA
Homem desce do carro e mata mulher com tiro a queima roupa
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Laureta confessa que matou Remy; Karola foi cúmplice
PRESO EM 2010
Morre o homem apontado como maior contrabandista de cigarros do País
ELEIÇÕES 2018 - REGISTRO FEITO
AGORA: PT registra candidatura de Lula e tem até 17 de setembro para trocar candidato
BRIGA DE FAMILIA
Briga de irmãos termina com faca cravada na cabeça de jovem adolescente
NOVELA GLOBAL
Em 'Segundo sol', Zefa rompe com Severo: 'Você não merece nada de bom de mim!'
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval é traficante de diamante
NOVELA DA RECORD
Herodíade diz que foi agarrada por Batista e Joana a chama de mentirosa.