Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 20 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Juiz fixa em R$ 2,1 mi indenização a família de vítima do vôo 1907

1 Set 2007 - 08h00

Quase um ano depois do acidente com o vôo 1907 da Gol, o juiz Nicolau Mauro Junior, da 48ª Vara Cível do Rio, determinou nesta sexta-feira que a companhia aérea indenize em cerca de R$ 2 milhões a família de Quézia Gonçalves Moreira, uma das 154 vítimas do acidente. A empresa disse que vai recorrer da decisão.

O valor foi estabelecido a título de danos morais (R$ 1,14 milhão) e pensão (R$ 999,4 mil), e deve ser pago aos pais da vítima, João Batista Moreira e Martha Lopes Gonçalves Moreira, e ao irmão dela, Ralph Gonçalves Moreira.

De acordo com o TJ (Tribunal de Justiça), os pais de Quézia disseram durante o processo que ela colaborava no sustento da família, pagava parte dos estudos do irmão e que havia sido aprovada recentemente em um concurso da Petrobras.

"Tem o transportador o dever de zelar pela incolumidade do passageiro (...) e lhe evitar qualquer acontecimento funesto", disse o juiz.

O presidente da associação de parentes de vítimas do 1907, Jorge André Cavalcante, disse que a decisão da Justiça mostra a preocupação da Justiça com o caso. "Para nós é bem-vindo, mostra que a Justiça reconhece o quanto as famílias foram prejudicadas", disse Cavalcante.

Cavalcante, no entanto, diz não se iludir com a decisão ou o valor estabelecido pela Justiça. "Nunca vão pagar isso. Pelos padrões do Brasil, esse valor deve cair para um quarto e só ser pago daqui a dez anos, depois de muitos recursos".

Outras decisões

Em fevereiro deste ano, a família Moreira já havia sido beneficiada com outra decisão, mas que obrigava a Gol apenas a pagar uma pensão de R$ 3.500 aos familiares.

Ainda no ano passado, a juíza Ione Pernes, da 27ª vara Cível do Rio, já havia estabelecido o pagamento de R$ 10 mil por mês aos parentes do engenheiro Kelison Castelo Branco. A decisão também era provisória e foi tomada antes do julgamento do mérito do caso.

Justiça

Na semana passada, a Justiça Federal em Sinop (MT) começou a ouvir os envolvidos no caso. Os dois americanos que pilotavam no Legacy não compareceram. O principal controlador de vôo denunciado como responsável pelo acidente ficou calado em frente ao juiz.

Queda

O acidente com o vôo 1907 causou a morte de 154 pessoas --148 passageiros e 6 tripulantes-- que estavam no Boeing 737-800 da Gol. O avião bateu em um jato Legacy com seis pessoas (seis deles americanos) que escaparam ilesos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS