Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 19 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Judiciário de MS reduz em 1/3 horário de atendimento ao público

29 Jul 2010 - 13h02Por TJ/MS
O pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) aprovou na tarde de ontem, em caráter experimental, excepcional e emergencial a redução em terço do horário de atendimento ao público no Judiciário do Estado, que cai de dez horas, das 8 às 18 horas, para apenas sete, das 12 horas às 19 horas.

A resolução, que vale de 1º de setembro deste ano até o dia 28 de fevereiro de 2011, prevê que não haverá alteração da jornada dos servidores do Poder Judiciário, que atualmente é de seis horas diárias.

Segundo o Tribunal de Justiça, a concentração do horário do expediente foi adotada em razão da crise orçamentaria que atinge o Poder Judiciário, provocada pela contínua queda de arrecadação do Estado e do comprometimento do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Esse quandro, conforme o TJ/MS, exigiu da administração do Judiciário medidas excepcionais e emergenciais que possibilitassem a redução das despesas.

O Poder Judiciário calcula que com o atendimento ao público sendo restrito as sete horas, conseguirá uma economia de pelo menos 30% no seu custo operacional, reduzindo as despesas com o consumo de energia, água e telefone, entre outros gastos.

Além da redução do expediente, em julho, o TJ/MS já havia adotado outras medidas para diminuir os seus gastos, como a suspensão das substituições e da realização de horas extras.

De acordo com o Tribunal de Justiça, com o atual estágio de informatização do judiciário do estado que possibilita o acesso as informações sobre o andamento dos processos em tempo integral, inclusive, nos sábados, domingos e feriados, é desnecessária a presença das partes ou do advogados nos fóruns na grande maioria dos casos.

Mesmo assim, o TJ/MS faz a ressalva que haverá atendimento matutino em setores como o de protocolo, distribuição e postos de atendimento ao cidadão, sempre que necessário. Além disso, o regime de plantão permanecente, em 1º e 2º graus, continuará funcionando diariamente das 19 horas às 12 horas do dia seguinte e em período integral aos sábado, domingos e feriados, além das ocasiões em que houver suspensão de expediente.

Os servidores

A maioria dos servidores terá jornada diária das 12 às 18 horas ou das 13 às 19 horas, para os servidores efetivos. A jornada será das 12 às 19 horas contudo, para os servidores comissionados, ocupantes de função de confiança, os servidores que percebem adicional de atividade e os escrivães.

As alterações valem também para os Juizados Especiais Cíveis e Criminais e, durante a vigência da Resolução, ficam suspensos os benefícios da jornada noturna nos Juizados Especiais e o adicional de tempo integral. Por portaria, a presidência do Tribunal de Justiça disciplinará o atendimento dos setores que, especificamente, necessitarem de maior tempo para a assistência das partes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

A QUE PONTO CHEGAMOS
Mãe mata o próprio filho após ser flagrada com amante pelo menino
MINÍSTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Tereza Cristina anuncia seis secretários para Ministério
FAMOSIDADES
Silvio Santos se pronuncia sobre polêmica com Claudia Leitte e reage a campanha feminista
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'