Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

José Donizete é acusado de pagar cruzeiro com verba pública

27 Jun 2007 - 13h00
A Polícia Civil e o Ministério Público Estadual de Cassilândia investigam o uso de R$ 3,9 mil de recursos públicos para cobrir despesas de uma viagem de transatlântico feita em fevereiro, com itinerário de Santos (SP), Búzios (RJ) até Angra dos Reis (RJ), feita pelo prefeito daquele município, José Donizete Ferreira de Freitas (PT) e o ex-secretário Municipal de Turismo, Adenilson Pereira Camargo.

A viagem havia sido marcada para que os dois pudessem participar de um congresso promovido pela Associação dos Prefeitos e Vice-Perefeitos do Brasil (ANPV), do dia 8 a 11 de fevereiro, que teria sido cancelado. Em depoimento prestado por Luceni Quitino Corrêa, uma das servidoras presas durante a Operação Judas do MPE e da PC de Cassilândia, ela disse que o ex-secretário pediu vale de R$ 985,00 para pagar despesas com taxa de embarque da viagem.

No dia 7 de fevereiro, o prefeito José Donizete Ferreira de Freitas teria pedido a emissão de outro vale, de R$ 3 mil, para cobrir despesas da viagem. Segundo a força-tarefa, o prefeito e o ex-secretário foram ao cruzeiro com as respectivas esposas.

Segundo a força-tarefa, mesmo que o congresso não tenha sido cancelado – informação que está sendo averiguada com a ANPV, a irregularidade já foi constatada por conta do uso de verba pública para pagamento das taxas e de despesas pessoais. A investigação ainda está apurando se o valor do cruzeiro - R$ 2,5 mil - foi parcialmente pago pela ANPV ou teve algum desconto.

O prefeito foi afastado do cargo novamente no dia 22 de junho, por determinação do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Desde o início do ano, ele já foi afastado das funções duas vezes, mas havia garantido retorno anteriormente com base em recursos judiciais. Freitas é réu em pelo menos dois processos de desvio de verba pública e superfaturamento de licitação. Os advogados que fazem a defesa do prefeito, em declarações anteriores, negou qualquer envolvimento dele com as irregularidades investigadas pela força-tarefa.

 

 

Conjuntura Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos