MEGA_OKA_CARROS_
FatimaNews - Notícias de Fátima do Sul e região
Fátima do Sul, 16 de Dezembro de 2017
RIO_DOURADOS
DELPHOS_FULL
3 de Janeiro de 2005 10h26

Jornal, Jornalismo, Jornalística de André do Paladino

Pontos a Ponderar

 

*André do Paladino

 

 

Jornal, Jornalismo, Jornalística.

 

 

 

Abordar o assunto em epígrafe requer uma concentração delicada pelo grau eclético do tema, mesmo para um profissional calejado do ramo, visto que implica metódica e sistematicamente entre o capital e o trabalho, além, é claro da política e os costumes, dentro da visão que a formação de opiniões está vinculada, a um Quarto Poder, que fere muitas suseptibilidades despóticas e megalômanas. Porém, é o sacerdócio da verdade, denunciar, acusar, investigar, defender, condenar e absolver de forma justa, dura e honesta, na analise da convicção. O que muitas vezes é muito difícil de encarar, e que na atualidade é raro acontecer. Por isso o tema é realmente delicado mesmo para quem nos últimos 50 anos viu o Mundo evoluir aproximadamente 500 anos, na sua forma material e filosófica, nos direitos e costumes, na ciência e tecnologia, na moral e a espiritualidade, e estes são os pontos a ponderar no tema. Assim sendo, Jornal é a publicação diária ou não, que dá notícia dos fatos que vão acontecendo. É também programa de rádio ou televisão que relata os acontecimentos do dia.

Existe por outro lado JORNALAÇO, que é a publicação que tem grande infra-estrutura e pouco valor literário ou informativo. Também, o JORNALÉCO, que é mal redigido, sem valor, mas, que possue grande marketing político. Na atualidade a maioria dos jornais, rádios e teves, cerca de noventa por cento, estão em mãos de políticos, ou a serviço deles, e ficam dentro da classificação do substantivo /adjetivos radicais acima. Pois, a linha editorial é subsidiada por “realises” de assessoria e planilhas de gabinetes, ou por publicidade enganosa.

Jornalismo, reflete a imprensa periódica, jornal, revista, panfletos, seus similares e derivados, ou ainda, o conjunto de jornais de outras esferas, formando o paradoxo desse universo na comunicação. Assim temos, na Alemanha o DIE ZEIT, o XINHUA na China, EL PAIS na Espanha, THE MIAMI HERALD e THE NEW YORK TIMES nos Estados Unidos, THE INDEPENDENT e THE GARIDIAN na Inglaterra, o LE MONDE na França, o CORREIO DA MANHÃ em Portugal, e por aí vai.... No Brasil, a CRÍTICA do Amazonas, A GAZETA, de Alagoas, a Tribuna do Espírito Santo, o IMPARCIAL do Amazonas, A GAZETA, o DIÁRIO DE CUIABÁ, O ESTADO DO MATO GROSSO, e a TRIBUNA CUIABANA no Estado de Mato Grosso, TRIBUNA DO NORTE no Rio Grande do Norte, a ZERO HORA de Porto Alegre no Rio Grande do Sul, o CORREIO do ESTADO de Campo Grande no Mato Grosso do Sul, entre outros que primam pela verdade.

E verdade é matéria prima do cotidiano. Não poderia ser diferente numa gestão democrática e transparente: as informações estão abertas a todos os órgãos de imprensa, sem discriminações. A informação passou a ter o caráter de utilidade pública. O fato ganhou prioridade sobre o discurso e o substantivo se sobrepôs ao adjetivo. A verdade sempre deve ser matéria-prima do nosso cotidiano. E aqui cabe salientar que: governo e imprensa têm um grande compromisso comum: o Povo. Ao Governar cabe trabalhar em função do povo, pela Democracia e por um País que seja justo para cada um. A imprensa deve ser usar a LIBERDADE que tem para dizer a verdade, informando e esclarecendo a população, e defendendo os direitos do cidadão. Em momento algum governo e imprensa devem se esquecer de que o povo é a sua razão de existir. Existindo pelo trabalho do jornalismo.

Jornalista é a pessoa que escreve nos órgãos de comunicação social profissionalmente ou não, ou seja proprietário de jornal ou outro órgão informativo – existe o colunista, aquele que assina uma coluna de economia, artes, social, de literatura, etc., em jornais ou revistas; Também, o cronista que faz narração minuciosa de fatos registrados, em ordem cronológica em casos do cotidiano, em fatos originais ou imaginários, gênero em que o autor trata dos assuntos de maneira mais literária do que jornalística e os publica em jornais ou revistas.

A classificação dos trabalhos do jornalista, são: Redator, Repórter, Noticiarísta, Repórter de Setor, Rádio Repórter, Repórter fotográfico, Repórter cinematográfico, Arquivista, Pesquisador, Ilustrador, Revisor, Diagramador, Chefe de Reportagem, Chefe de Revisão, Secretário e Editor.

O exercício profissional do jornalista e do jornalismo estabeleceu-se pelo Decreto Lei 972 de 17/10/69, e sofre regulamentação definitiva pelo Decreto 83.284 de 13/03/79, sofrendo alterações constantes e adendos. Assim como a Lei 4.680 instituiu a profissão de Publicitário e Agenciador de Propaganda, regulamentada pelo Decreto 5.769, que paralelamente caminha com o jornalismo. E ambas tem o amparo da Constituição no Capítulo V, artigo 220, Parágrafo 6°. O sindicato dos Jornalistas é representado pela Federação Nacional dos Jornalistas, e o órgão superior da imprensa é a Associação Brasileira de Imprensa. Os jornalistas têm no Código de Ética alguns mandamentos que deveriam ser observados, na conduta profissional:

... art.7 – O compromisso fundamental do jornalista é com a verdade dos fatos, e seu trabalho se pauta pela precisa apuração dos acontecimentos e sua correta divulgação. ... art.8 – Sempre que considerar correto e necessário, o jornalista resguardará a origem e a identidade de suas fontes de informação. ... art.9 – É dever do Jornalista: ...b) lutar pela liberdade de pensamento e expressão; ... e) opor-se ao arbítrio, ao autoritarismo e a opressão, bem como defender os princípios expressos na Declaração Universal dos Direitos do Homem; ... f) combater e denunciar todas formas de corrupção, em especial quando exercida com o objetivo de controlar a informação; ... g) respeitar o direito à privacidade do cidadão; Art. 10, o jornalista não pode: ... frustrar (alínea c) a manifestação de opiniões divergentes ou impedir o livre debate; ... d) concordar com a prática de perseguição ou descriminação por motivos sociais, políticos, religiosos, raciais e sexuais; ... e) exercer cobertura jornalística; pelo órgão que trabalha, em instituições públicas e privadas onde seja funcionário, assessor ou empregado; ... art.13) – O jornalista deve evitar a divulgação de fatos: ... a) com interesse de favorecimento pessoal ou vantagens econômicas; ... b) de caráter mórbido e contrário aos valores humanos ...

As penalidades legais para Jornal, Jornalismo e Jornalistas estão impressas na Lei 5.250 de 09/02/67, e em consonância com o Código Penal Brasileiro, não justificando outras leis em desfavor da classe.

Comentários
Veja Também
ÓTICA_DOURADOS
MBO_SEGURANÇA_300
SADER_LATERAL
Últimas Notícias
  
SADER_LATERAL
Eventos
dothCom © Copyright FatimaNews - Todos os Direitos Reservados.