Menu
LIMIT ACADEMIA
quarta, 21 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

João Paulo pede apuração de denúncia contra deputado

24 Set 2004 - 14h47
Ao tomar conhecimento de reportagem publicada pelo Jornal do Brasil denunciando que haveria um esquema de pagamento a parlamentares para votar em favor de projetos de interesse do Governo, o presidente João Paulo Cunha determinou a abertura imediata de processo junto à Corregedoria Parlamentar para apurar os fatos publicados nesta sexta-feira pelo jornal.
João Paulo Cunha também decidiu encaminhar o caso à Procuradoria Parlamentar , uma vez que a matéria foi desmentida pelo deputado Miro Teixeira, citado como testemunha da existência de suposto esquema que teria beneficiado “vários deputados”. Caberá à Procuradoria da Casa analisar quais as providências cabíveis para que haja a reparação dos danos causados pela reportagem à instituição e ao parlamentar.

Origem das denúncias
Embora a reportagem não tenha comprovado a denúncia e tenha sido desmentida pela sua principal fonte, o presidente da Casa decidiu acionar a Corregedoria para apurar a origem dos fatos. “Qualquer denúncia envolvendo a Câmara, mesmo sendo inverídica, será apurada a fundo. Trata-se de uma decisão responsável para que não pairem dúvidas diante de notícias infundadas”, destacou o presidente.
João Paulo acrescentou que, caso algum parlamentar tenha a intenção de pedir a instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias, como insinua a reportagem, a presidência não vai se intimidar e autorizará a instalação da mesma, para que as investigações possam ir até o fim.

Desmentido
Em nota divulgada com destaque no site oficial do partido, o PPS, o deputado Miro Teixeira classificou como “falsas” as revelações atribuídas a ele. Miro negou reiteradas vezes que tivesse conhecimento das informações questionadas pelos repórteres. “Entre 15 e 20 horas de ontem recebi, em meu telefone celular, três ligações da sucursal de Brasília do JB, e repeti, insistentemente, que não subscrevia as denúncias”, sustenta Miro Teixeira.
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade