Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

João Paulo pede apuração de denúncia contra deputado

24 Set 2004 - 14h47
Ao tomar conhecimento de reportagem publicada pelo Jornal do Brasil denunciando que haveria um esquema de pagamento a parlamentares para votar em favor de projetos de interesse do Governo, o presidente João Paulo Cunha determinou a abertura imediata de processo junto à Corregedoria Parlamentar para apurar os fatos publicados nesta sexta-feira pelo jornal.
João Paulo Cunha também decidiu encaminhar o caso à Procuradoria Parlamentar , uma vez que a matéria foi desmentida pelo deputado Miro Teixeira, citado como testemunha da existência de suposto esquema que teria beneficiado “vários deputados”. Caberá à Procuradoria da Casa analisar quais as providências cabíveis para que haja a reparação dos danos causados pela reportagem à instituição e ao parlamentar.

Origem das denúncias
Embora a reportagem não tenha comprovado a denúncia e tenha sido desmentida pela sua principal fonte, o presidente da Casa decidiu acionar a Corregedoria para apurar a origem dos fatos. “Qualquer denúncia envolvendo a Câmara, mesmo sendo inverídica, será apurada a fundo. Trata-se de uma decisão responsável para que não pairem dúvidas diante de notícias infundadas”, destacou o presidente.
João Paulo acrescentou que, caso algum parlamentar tenha a intenção de pedir a instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denúncias, como insinua a reportagem, a presidência não vai se intimidar e autorizará a instalação da mesma, para que as investigações possam ir até o fim.

Desmentido
Em nota divulgada com destaque no site oficial do partido, o PPS, o deputado Miro Teixeira classificou como “falsas” as revelações atribuídas a ele. Miro negou reiteradas vezes que tivesse conhecimento das informações questionadas pelos repórteres. “Entre 15 e 20 horas de ontem recebi, em meu telefone celular, três ligações da sucursal de Brasília do JB, e repeti, insistentemente, que não subscrevia as denúncias”, sustenta Miro Teixeira.
 
 
Agência Câmara

Deixe seu Comentário

Leia Também

PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação
LUTO NA MÚSICA
Marcelo Yuka, fundador do Rappa morre aos 53 anos
ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS