Menu
SADER_FULL
quinta, 18 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Itaquiraí pode ser pólo produtor de erva-mate

5 Abr 2007 - 15h36
Uma parceria de trabalho entre a Agência de Desenvolvimento Agrário (Agraer) e a Erva Mate Campanário está sendo articulada como forma de dar uma opção a mais para o pequeno produtor agregar valor à propriedade e de garantir matéria para a indústria de Naviraí. O entendimento visando formalizar o projeto de trabalho foi iniciado entre o industrial Vinicius Andrade e o gerente do órgão estatal – Daniel Mamédio.

Os dois líderes devem trabalhar para viabilizar área para o plantio da erva-mate, para implantar um secador avaliado em pelo menos R$ 400 mil e para garantir a assistência técnica, porém devem resolver alguns problemas, como o das mudas, que terá que ser comprada (inicialmente e posteriormente) ou por produção em viveiro.

Vinicius, em rápida reunião, em Naviraí, com Daniel, que precisa implantar um barracão e um posto de compra, e que Itaquiraí é um município viável, porque pode reduzir os custos, incluindo com frete. “Hoje temos que comprar erva produzida no interior do Paraná e até da Argentina”, explicou.

No próximo dia 11, Daniel e Vinicius se reunirão em Itaquiraí, para iniciar a distribuição de atribuições entre os parceiros e formatar o projeto. Até lá deverá haver contatos com a Prefeitura de Itaquiraí e com associações e sindicatos de produtores. Não está descartada a expansão do trabalho para outros municípios do Cone Sul.

VIABILIDADE
O industrial Vinicius Andrade disse que acredita na viabilidade do cultivo de erva mate em lotes de assentamentos, desde que seja reservado até um alqueire (2,42 hectares) para esta atividade e acredita que deva ser incentivado o consórcio com outras culturas, como a do feijão e do milho.

A erva-mate pode dar produção de 2,5 mil pés/alqueire (2,42 hectare), podendo produzir 13 quilos de folha. Os técnicos da Agraer estimam que o produtor possa ter retorno de R$ 8,5 mil quilos de folha verde/hectare no terceiro ano (rendimento de R$ 1,275), quarto ano – 16 mil quilos/hectare (R$ 2,4 mil) e no quinto ano – 25 mil quilos/hectare (R$ 3,75 mil).
A Erva Mate Campanário, segundo o industrial Vinicius Andrade, precisa viabilizar a produção de erva-mate em 140 alqueires (338,8 hectares) e estima que será necessário mobilizar 140 pequenos produtores, a razão de um hectare para cada um deles.
 
 
Sul News

Deixe seu Comentário

Leia Também

RETA FINAL
'Segundo sol': Antes de ir para a cadeia, Luzia pede: 'Continuem procurando por Remy! Ele está vivo!
CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico