Menu
SADER_FULL
terça, 22 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Investida da base aliada esvazia PTB em Mato Grosso do Sul

30 Jul 2007 - 14h18

A investida dos partidos que integram a base aliada do governador André Puccinelli (PTB) começa a esvaziar os quadros do PTB em Mato Grosso Sul. 

Depois da posse de André Puccinelli (PMDB), em janeiro deste ano, o partido, liderado no Estado pelo suplente de senador Antônio João Hugo Rodrigues, já perdeu quadros importantes, como os prefeitos Ildo Furtado (Figueirão), Cláudio Valério (Anastácio) e Donato Lopes (Rio Brilhante).

Ildo Furtado migrou para o PSDB, que também já definiu para o próximo dia 5 ato público de filiação de Donato Lopes, em Rio Brilhante. Na última sexta-feira, foi à vez de Cláudio Valério retornar ao PMDB.

A investida se deu dias após o partido ter promovido uma série de encontros regionais na tentativa de se fortalecer pensando nas eleições municipais de 2008.

Os petebistas estavam, inclusive, programando a realização de um grande ato político em Dourados com a participação dos municípios da região, e um mega-encontro em Campo Grande com a presença dos principais expoentes do partido em nível nacional.

O último encontro do PTB ocorreu em meados de junho em Jardim, onde os principais dirigentes do partido discutiram com a militância e  lideranças de 14 municípios da região qual o destino rumo a campanha do ano que vem.

Foi o terceiro encontro de uma série que a executiva regional pretende promover até o mês de setembro – data-limite de filiação partidária para quem tem interesse de postular cargos eletivos em 2008, conforme normas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

O primeiro encontro ocorreu em Mundo Novo, com a presença do presidente nacional do partido, ex-deputado federal Roberto Jefferson (RJ), e o segundo, em Deodápolis.  

A idéia dessa mobilização é discutir o quadro político atual e preparar o partido visando novos desafios, além de saber onde o grupo terá condições de lançar candidato próprio a prefeito e, se for o caso, apoiar outras legendas por meio de alianças, conforme atesta o tesoureiro da executiva regional, Ivan Louzada. 

O PTB também está discutido, durante nesses eventos, a composição das chapas proporcionais, visando eleger um bom número de vereadores em todo o Estado. Um dos mais entusiasmados com o processo de reestruturação partidária é o presidente da Comissão Municipal Provisória de Dourados, João Alfredo Carneiro.

O PTB, que contava com sete prefeitos em seus quadros, está resumido a apenas Jocelito Krug (Chapadão do Sul), Umberto Machado Araripe (Bodoquena), José Arnaldo Ferreira de Melo (Inocência) e José Dodo da Rocha (Selvíria).

Antes de ver suas bases eleitorais reduzidas, o partido começou a ficar menor na Assembléia Legislativa, onde perdeu os deputados Jerson Domingos, Akira Otsubo e Maurício Picarelli, todos para o PMDB, além de Raul Feixes, que não consegui se reeleger.

Os partidos que dão sustentação ao governo peemedebista continuam tentando atrair novos reforços, o que poderá enfraquecer ainda mais as fileiras do Partido Trabalhista Brasileiro e de outras legendas.

 

 

Conjuntura Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação