Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 20 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Internet no Cazaquistão pode custar R$ 41,8 mil

31 Jul 2007 - 13h00
O governo autoritário do Cazaquistão reprime o uso da Internet no País, segundo o relatório da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa. Uma mensalidade pode chegar a quase R$ 41,8 mil por uma conexão de 6 MB. As informações são do The Inquirer.
 
Apenas 4% do país tem acesso a Internet e se conecta pela Kazakhtelecom, empresa de propriedade do governo. Um plano ilimitado de conexão discada no País custa 82 euros (R$ 212) , sendo que a renda média mensal per capita gira em torno de 292 euros (R$ 755). Um DSL ilimitado de 1,5 MB custa 2.458 euros (R$ 6,36 mil) e o modem não está incluso.
 
O acesso via cabo também não ajuda muito. A conexão de 6 MB é encontrada por 16.144 euros (R$ 41,8 mil) por mês. Por estes valores, apenas a elite tem condição de pagar. Além disso, o governo tem autonomia para cancelar sites com conteúdo julgado por ele como "sujo" ou "mentiroso".
 
Blogueiros que publicam críticas contra o governo são punidos, de acordo com o estatuto que proíbe qualquer violação contra honra e dignidade do presidente.
 
 
Terra Redação
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)