Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 17 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Inter vence, mas dá adeus à Libertadores

20 Abr 2007 - 10h17

O sonho acabou. Quatro meses depois de conquistar o planeta, o Internacional se despediu da Libertadotes da única maneira aceitável para um campeão mundial: com vitória. O problema é que o 1 a 0 conquistado sobre o Nacional na noite desta quinta-feira, no Beira-Rio, foi insuficiente. Como o Vélez Sarsfield bateu o Emelec pelo mesmo placar, o Colorado foi eliminado no saldo de gols.

O Nacional garantiu a classificação em segundo lugar, com dez pontos. O Vélez ficou em primeiro, com 11. Com a eliminação, o Inter se tornou o primeiro campeão da América a cair na primeira fase da competição posterior à que conquistou. Agora, resta ao Colorado juntar os cacos para entrar com força no Campeonato Brasileiro.

  Foto: AgênciaA atitude colorada no primeiro tempo foi aquela anunciada durante a semana: pressão, abafa, calor para cima do Nacional. A bola ficou o tempo todo no campo de defesa uruguaio. Marcando em cima, o Inter partiu para o ataque e tentou de todas as formas fazer o gol. Não conseguiu, mas colecionou oportunidades.

Aos oito e aos dez minutos, em chutes dos gringos Vargas e Hidalgo, o bom goleiro Muslera teve que se espichar para espalmar. Aos 15, Rubens Cardoso arriscou, a bola pegou um rumo estranho e não entrou no ângulo por detalhe. Aos 18, a grande chance: Pato, de cabeça, acertou o travessão do Nacional. Na volta, a pelota bateu nas costas do goleiro e foi para fora.

Enquanto o Inter perdia gols, a torcida se descabelava na arquibancada. A bola rolava, os ponteiros dos relógios vermelhos voavam. Aos 21, Iarley fez jogada de gênio pela esquerda e cruzou. Muslera soltou e Índio tentou a todo custo alcançar a bola, mas não deu. Na sobra, Pato deu um toque displicente de calcanhar.

Nada era capaz de interromper a pressão colorada. Nos 15 minutos finais do primeiro tempo, o time de Abel Braga esteve perto do gol em outras quatro oportunidades, duas delas com Pato - uma em cabeceio perigosíssimo, outra em uma bomba impressionante que passou rente ao travessão.

Na volta do intervalo, a pressão diminuiu. Para piorar, o Vélez Sarsfield fez 1 a 0 no Emelec em Buenos Aires. Os três gols se tornaram necessários em um Beira-Rio silenciado pela falta de perspectiva. O mundo colorado ruiu um pouco mais aos 21, quando Índio foi expulso por pisar em um adversário. Aos 35, Fernandão deu esperanças aos colorados ao marcar um belo gol pela esquerda. O massacre recomeçou, mas era tarde demais. Lutando, correndo, dando o máximo, o campeão mundial se despediu da competição que conquistou com brilho na inesquecível noite de 16 agosto de 2006.

 

 

 

Globo Esporte

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem