Menu
SADER_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Inter tira o Santos da liderança do Brasileiro

30 Set 2004 - 07h13
A derrota de virada para o Inter, por 2 a 1, nesta quarta-feira, em Porto Alegre, custou ao Santos a liderança do Campeonato Brasileiro. O novo líder é o Atlético-PR, que ganhou do Vitória por 3 a 2, em Salvador, e abriu três pontos de vantagem sobre o time da Vila Belmiro: 64 a 61. Além disso, ainda igualou o número de vitórias: 19 a 19.

O jogo teve duas histórias distintas, uma em cada tempo. No primeiro, o Santos dominou completamente e fez 1 a 0. No segundo, só deu Inter, que acabou virando o placar.

Antes do jogo, a grande dúvida era saber como o time de Vanderlei Luxemburgo reagiria ao resultado do Atlético-PR no Barradão, pois a partida do rival começou quase 1 hora antes. Robinho tinha certeza absoluta de que sua equipe saberia separar uma coisa da outra. “Temos de fazer a nossa parte e esquecer o Atlético-PR”, disse o atacante do Santos.

A teoria se confirmou só nos primeiros 45 minutos. O Santos mostrou que estava completamente à vontade no Beira-Rio. Luxemburgo fechou bem a equipe quando não tinha a posse de bola. Elano e Preto Casagrande completavam bem a marcação no meio-de-campo, deixando o Inter praticamente sem opções de ataque.

Quando o Santos tinha a posse de bola, a superioridade era incontestável. Robinho, de um lado, e Deivid, de outro, assumiram a responsabilidade de comandar as jogadas ofensivas. Pelo meio, apareciam com freqüência os dois meias: Preto Casagrande e Elano, sempre com perigo.

Apesar de um certo domínio, a primeira chance de gol para o Santos saiu num erro triplo da arbitragem. Aos 14 minutos, Elano, em claro impedimento, apareceu livre diante de Clemer e se jogou. Edílson Soares da Silva marcou pênalti. Na cobrança, o terceiro erro do juiz: Clemer se adiantou e defendeu a cobrança do próprio Elano.

O gol perdido não mexeu com o emocional do time. Ao contrário: o Santos manteve a postura ofensiva e acabou recompensado, aos 33 minutos. A jogada do gol começou com um lindo toque de calcanhar de Deivid. Preto Casagrande recebeu na meia e levou (lateralmente) a bola até a meia lua, onde estava Elano. Daí até o gol, Elano só precisou de um drible de corpo em Vinícius e um toque certeiro.

Só depois de sofrer o gol o Inter resolveu reagir. Mas apesar do esforço, o time gaúcho não ofereceu perigo. A melhor chance foi no último minuto do primeiro tempo, em cobrança de falta. Chiquinho ameaçou cruzar mas bateu direto e por pouco não surpreendeu o goleiro.

No segundo tempo, o Inter voltou com Diego no lugar do apagado Didi. Aí sim, as coisas começaram a mudar. Logo no primeiro minuto, Fernandão perdeu uma boa chance, chutando para fora, em cima da linha da pequena área. O Santos sentiu que não se tratava de um lance isolado, como aquele do final do primeiro tempo.

O domínio do Inter era real. Atacou, pressionou e chegou ao empate, aos 12 minutos. Em cobrança de falta, Chiquinho mandou a bola na área. Mauro saiu mal e não conseguiu socá-la. Vinícius estava atento e cabeceou para o gol, deixando tudo igual.

O jogo ficou dramático. Empurrado por sua torcida, o Inter começou a acreditar que poderia vencer. Diego deu mais mobilidade ao ataque, que contava também com o apoio importante do ala Chiquinho. O Santos sentiu a pressão e procurou a saída óbvia: defender e contra-atacar. Não houve tempo: aos 18 minutos, o Inter virou. Elder Granja ergueu da direita, em diagonal. Fernandão subiu junto com Domingos e cabeceou no canto oposto de Mauro. A bola ainda resvalou na trave esquerda e entrou.

Luxemburgo fez o que pôde. Deixou o time mais ofensivo com Basílio e Marcinho. Desta vez, porém, a estratégia fracassou. Melhor para o Inter, que chegou aos 43 pontos no Brasileiro. E, principalmente, para o Atlético-PR, agora líder isolado do campeonato.

 

Estadão

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares