Menu
SADER_FULL
segunda, 22 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

INSS suspende 419 benefícios em Mato Grosso do Sul

3 Abr 2007 - 04h12

O INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) suspendeu nesta segunda-feira 419 benefícios em Mato Grosso de segurados que responderam o Censo por meio de procuradores, tutores ou curadores, mas que não foram encontrados por servidores do INSS nos endereços declarados. Desse total, 287 benefícios são da unidade de Campo Grande e 132 de Dourados.

Em todo o País, 31.047 benefícios de segurados foram suspensos. Em função disso, o INSS publicou edital, em fevereiro de 2007, convocando 31.332 segurados a comparecerem em uma Agência da Previdência Social dentro do prazo de 30 dias. Apenas 285 responderam ao chamado.

Esses benefícios só podem ser reativados em uma Agência da Previdência Social. Os segurados devem comparecer com o cartão do benefício, CPF (Cadastro de Pessoa Física), documento de identidade e comprovante de residência. Caso os documentos sejam entregues por meio de procurador, os servidores do INSS farão nova visita ao endereço declarado. A economia mensal com estes benefícios cessados e suspensos é de R$ 4,995 milhões.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIENCIA
A estranha imagem 'que se move' e intriga a internet
DOURADOS - UNIPAR EAD
UNIPAR EAD com cursos de Educação Física, Letras, Marketing e mais 22 cursos, Confira todos aqui
ASSALTO A ONIBUS
Bandidos fortemente armados roubam três ônibus de turismo na BR-116
ACIDENTE FATAL
Mulher morre após colidir e capotar carro; veja vídeo
EMBRIAGADO
Condutor bêbado atropela duas crianças na calçada; menina de 7 anos morreu
NOVELA GLOBAL
'Minha mãe me usou, me prostituiu', lamenta Karola em 'Segundo sol'
SERÁ?
Bolsonora se assume candidato a ditador e oferece aos opositores a cadeia ou o exílio
DISPUTA ACIRRADA
Vox Populi: Distância cai para 6 pontos
AGRESSÃO
Justiça manda penhorar bens de Dado Dolabella para pagar indenização a camareira agredida
HOMICÍDIO - 17 TIROS
Empresário é morto com 17 tiros; acusados estão detidos