Menu
SADER_FULL
sexta, 15 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

INSS convoca 71 mil aposentados para atualizar dados

19 Abr 2007 - 09h41
A Previdência Social começa a notificar, a partir desta quinta-feira, 71.480 aposentados e pensionistas no país que ainda não atualizaram seus dados no censo previdenciário e podem ter o benefício suspenso pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

A notificação será feita por carta ou, caso a pessoa não tenha endereço atualizado no INSS, por edital publicado hoje. No Estado de São Paulo, serão chamados 11.388 beneficiários. Desses, 272 receberão a notificação por carta e 11.116 por edital.

Os documentos obrigatórios para o censo são o CPF (Cadastro de Pessoa Física) e um documento de identificação, que pode ser o RG, Carteira de Trabalho e Previdência Social, passaporte, Carteira Nacional de Habilitação ou registro de conselho profissional. O INSS recomenda, também, que o beneficiário apresente um comprovante de residência e o NIT (Número de Inscrição do Trabalhador).

O aposentado ou pensionista tem prazo de 30 dias, após receber a notificação por carta ou edital, para atualizar os dados cadastrais na agência bancária que paga seu benefício. Passado esse prazo, o pagamento mensal é suspenso e permanece nessa condição por 90 dias. Para reativar o benefício, o interessado deve comparecer ao banco e apresentar os documentos exigidos.

Se o beneficiário não atualizar seus dados, o pagamento é cessado e só poderá ser reativado na agência da Previdência Social responsável pelo seu controle.

O último balanço da Previdência, de março, mostra que, na primeira etapa do censo, iniciada em novembro de 2005, dos 2,4 milhões de benefícios a serem recenseados, 97,2% compareceram ao censo. Até o momento, 22.407 foram cessados (0,9%), com economia anual de R$ 115,3 milhões. Ainda existem 1.132 benefícios dessa etapa a recensear.

Já na segunda etapa, que começou em 2006, dos 14,7 milhões de benefícios previstos, foram recenseados 13,5 milhões (91,8%). Dessa fase foram cessados 20.323 (0,1%), com economia anual de R$ 109,8 milhões. Restam 809.081 benefícios a recensear.
 
 
Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat
SOLIDARIEDADE
Jovem faz campanha para pagar cirurgia de cachorro que vive com tumor 'gigante'