Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 17 de dezembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Inscrições para o Big Brother Brasil 11 começam em setembro

26 Jul 2010 - 11h22Por G1
O diretor Boninho, do "Big Brother Brasil", da Rede Globo, adiantou algumas novidades sobre o reality show em seu Twitter. Para começar, já ficou definido que haverá 17 participantes na disputa pelo grande prêmio e cada um deles será escolhido a partir do mês de setembro.

No entanto, se você tem alguma pretensão de participar do reality, é melhor correr, pois as inscrições ficarão abertas por menos tempo. "O BBB11 abre inscrições em setembro e dessa vez vai ficar apenas dois meses. Portanto, é bom se preparar antes!", escreveu.

Além do Twitter haverá mais uma novidade: "Esse ano Skype vai ser o point da seleção, todo dia, a partir de setembro a gente vai conversar com a galera", avisa.

Boninho falou também sobre o programa "No Limite", que só voltará às telinhas no ano que vem. "Quero fazer fora do Brasil e não fechamos a locação", adiantou. Além disso, quem se inscrever para este reality poderá ser reaproveitado para "Hipertensão X", de 2002, que promete voltar ainda mais radical.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Sóstenes cometeu crime por amor a Luz
ABUSO SEXUAL
João de Deus se entrega para a polícia
ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros