Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de junho de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Inmetro alerta sobre visitas domiciliares de falsos fiscais

23 Ago 2010 - 07h14Por

Conforme denúncias de consumidores de Campo Grande, algumas pessoas estão se passando por agentes do Inmetro para comercializar em residências mangueira GLP, mais conhecida como mangueira de gás de cozinha. Diante disso a Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro, esclarece que:

Não cabe ao órgão delegado do Inmetro comercializar ou fiscalizar em residências nenhum tipo de produto.

A AEM/MS realiza a fiscalização da mangueira de gás GLP somente nos estabelecimentos em que são comercializados.

O consumidor precisa estar atento no momento em que adquirir o produto, pois a mangueira GLP deve apresentar as seguintes informações no corpo do produto: nome ou logomarca do fabricante, símbolo de certificação (Inmetro e Organismo de Certificação de Produto - OCP), NBR 8613, número do lote, ano e vida útil (cinco anos após a data de fabricação não poderá ser comercializado), expressão “mangueira para gás GLP” e expressão “uso doméstico com regulador”.

Já na etiqueta que acompanha o produto devem conter as seguintes informações: utilizar somente com regulador de baixa pressão, utilizar em instalações domésticas de GLP, mangueira não deve atravessar e nem ser embutida em parede, fixar extremidades somente com braçadeiras apropriadas, não se deve efetuar qualquer tipo de emenda, não deve ser utilizada em fogões de embutir, não deve passar por trás do fogão, prazo de validade e comprimento nominal em metros (0,80m a 1,25m). As informações devem estar em língua portuguesa.

Dicas importantes ao consumidor: a venda da mangueira em rolo para ser cortada no ato da compra conforme a necessidade do consumidor é proibida. Por motivos de segurança são comercializadas mangueiras em apenas três tamanhos: 0,80m, 1,00m e 1,25m.

Mangueira de botijão também é um produto que apresenta data de validade e deve ser trocada, no máximo, a cada cinco anos para evitar possíveis incidentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDA SEDENTARIA
OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular
HOMICIDIO X SUICIDIO
Pai que matou o filho de 4 anos e se matou não se conformava com namoro da ex-mulher
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos, com depressão comete suicídio e comove amigos
ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados