Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Inmetro alerta sobre visitas domiciliares de falsos fiscais

23 Ago 2010 - 07h14Por

Conforme denúncias de consumidores de Campo Grande, algumas pessoas estão se passando por agentes do Inmetro para comercializar em residências mangueira GLP, mais conhecida como mangueira de gás de cozinha. Diante disso a Agência Estadual de Metrologia de Mato Grosso do Sul (AEM/MS), órgão delegado do Inmetro, esclarece que:

Não cabe ao órgão delegado do Inmetro comercializar ou fiscalizar em residências nenhum tipo de produto.

A AEM/MS realiza a fiscalização da mangueira de gás GLP somente nos estabelecimentos em que são comercializados.

O consumidor precisa estar atento no momento em que adquirir o produto, pois a mangueira GLP deve apresentar as seguintes informações no corpo do produto: nome ou logomarca do fabricante, símbolo de certificação (Inmetro e Organismo de Certificação de Produto - OCP), NBR 8613, número do lote, ano e vida útil (cinco anos após a data de fabricação não poderá ser comercializado), expressão “mangueira para gás GLP” e expressão “uso doméstico com regulador”.

Já na etiqueta que acompanha o produto devem conter as seguintes informações: utilizar somente com regulador de baixa pressão, utilizar em instalações domésticas de GLP, mangueira não deve atravessar e nem ser embutida em parede, fixar extremidades somente com braçadeiras apropriadas, não se deve efetuar qualquer tipo de emenda, não deve ser utilizada em fogões de embutir, não deve passar por trás do fogão, prazo de validade e comprimento nominal em metros (0,80m a 1,25m). As informações devem estar em língua portuguesa.

Dicas importantes ao consumidor: a venda da mangueira em rolo para ser cortada no ato da compra conforme a necessidade do consumidor é proibida. Por motivos de segurança são comercializadas mangueiras em apenas três tamanhos: 0,80m, 1,00m e 1,25m.

Mangueira de botijão também é um produto que apresenta data de validade e deve ser trocada, no máximo, a cada cinco anos para evitar possíveis incidentes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OUTROS 10 ESTADOS
Horário de verão termina à meia-noite; relógios devem ser atrasados em 1h
BARBÁRIE
Rosane Santiago Silveira, torturada e morta em sua própria casa
CARRO DE APLICATIVO
Mulher é estuprada após aceitar água e bala em carro de app
VIOLENCIA DOMESTICA
Enquanto Lírio Parisotto era condenado, Luiza Brunet discutia campanha contra violência doméstica
CANALHA
Criança de 4 anos é estuprada no próprio aniversário
HORARIO DE VERÃO
Atrase seu relógio! Horário de verão termina neste sábado(16)
CARCERE PRIVADO
Mulher é chicoteada com fio elétrico pelo marido
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Lutador de MMA mata ex de 16 anos, tenta suicídio e morre horas depois em hospital
VIOLENCIA NO RIO
Menina de 11 anos é baleada e morta em Triagem; moradores protestam
DOENÇA GRAVE
Leiliane ganha acompanhamento médico após desastre com Boechat