Menu
SADER_FULL
terça, 20 de novembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Infraero aponta atrasos em 30,8% dos vôos

21 Jun 2007 - 10h45
Duzentos e dezenove vôos atrasaram mais de uma hora entre a 0h e as 11h desta quinta-feira (21) em todo o país, segundo balanço divulgado pela Infraero, a estatal que administra os aeroportos. O número corresponde a 30,8% do total de 711 vôos programados no período. Outras 66 operações foram suspensas (9,2%).
 
Os problemas são reflexo de uma queda na freqüência do sistema do centro de controle de tráfego aéreo de Brasília na tarde de quarta-feira (20).
 
 Nova crise
É o terceiro dia consecutivo de problemas nos terminais brasileiros. O mais recente capítulo da crise aérea no Brasil começou na tarde de terça-feira (19), quando os controladores de vôo do centro de controle de tráfego aéreo de Brasília, o Cindacta-1, realizaram uma operação-padrão. A medida provocou atrasos em diversos aeroportos do país.
 
O protesto dos operadores seria uma reação à decisão da Aeronáutica de prorrogar o prazo de conclusão do inquérito militar que apura o motim no Cindacta-1 no dia 30 de março. Na ocasião, os pousos e decolagens foram suspensos em todos os aeroportos do país. As operações só foram retomadas depois de uma tensa negociação entre os controladores e o governo.
Por causa do protesto dos operadores, na terça-feira, por volta das 19h30, haviam sido cancelados 81 vôos em todo Brasil, o que representa 6% do previsto. Outras 213 operações atrasaram - o que corresponde a 13,4% dos vôos programados.
 
Na tarde de quarta, ocorreu um novo problema no Cindacta-1. Uma pane nas freqüências interrompeu as decolagens no aeroporto de Brasília. As partidas para o Norte e Nordeste ficaram suspensas por meia hora. Para o Sul e Sudeste, a suspensão durou uma hora e 15 minutos. A paralisação na Capital federal repercutiu em aeroportos de todo o país.
 
Segundo balanço da Infraero, um quarto dos vôos programados entre a 0h e as 18h30 de quarta tiveram atraso de mais de uma hora. Dos 1484 vôos previstos, 373 sofreram atrasos (25,1% do total). Ointenta e cinco vôos foram cancelados (5,7%).
 
O caos aéreo não poupou nem mesmo os jogadores da seleção de futebol, que embarcaram na madrugada desta quinta-feira rumo à Venezuela, onde será realizada na próxima semana a Copa América. O vôo, com destino a Caracas, previsto para partir às 21h30 de quarta do Aeroporto Santos Dumont, no Rio, decolou com quase quatro horas de atraso.
 
 Desentendimento
Os deputados da CPI do Apagão Aéreo foram até o centro de controle aéreo de Brasília na quarta-feira e saíram do local com a mesma opinião: a crise nos aeroportos é conseqüência, principalmente, da falta de confiança entre controladores e o comando da Aeronáutica. "Houve uma ruptura. Os controladores não confiam mais nos superiores, e os superiores não têm mais diálogo, porque a hierarquia foi quebrada. Todos estão à beira de um ataque de nervos", disse o deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR).
 
 
G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)