Menu
SADER_FULL
domingo, 23 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Índios fazem funcionário da Funai refém em MG

16 Mar 2007 - 10h34
Um funcionário da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) é mantido refém desde a noite desta quinta-feira por índios da aldeia Pataxós, em Carmésia, a 210 km de Belo Horizonte, no leste de Minas Gerais.
O sociólogo Altino Barbosa Neto, da Funasa de Governador Valadares (MG), foi rendido quando participava de uma reunião na tribo. O cacique Maiara reclama que os índios da região não estão recebendo assistência médica adequada, principalmente, devido ao fato de muitos medicamentos não estarem sendo entregues na aldeia.
O cacique informou que o sociólogo só será liberado depois que a Funasa atender às reivindicações da tribo.
Segundo a prefeitura de Carmésia, os índios não estão utilizando armas ou ferramentas para impedir a saída do sociólogo. Por enquanto, o clima é tranqüilo.
Ainda na manhã desta sexta-feira, uma equipe da Funasa deve chegar à cidade para negociar a liberação do funcionário. Na aldeia Pataxós vivem cerca de 200 índios.
 
 
Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMBOSCADA
Homem é assassinado na frente do filho de seis anos
FAMOSIDADES
Xuxa rompe silêncio sobre Marlene Mattos e traições de Pelé: ‘Me fez coisas muito feias’
ASSALTANTE
Preso confessou que matou a ex em cela da cadeia
DISPUTA ACIRRADA
Nova pesquisa mostra empate técnico entre Haddad e Bolsonaro
SELEÇÃO BRASILEIRA
Gabriel Jesus retorna para a Seleção
LOTERIA
Mega-Sena acumula novamente e pode pagar prêmio de R$ 22 milhões
HORÁRIO DE VERÃO 2018
Horário de Verão pode ser extinto em todo território nacional
EDUCAÇÃO
‘Desejo continuar com a minha profissão, mas temo pela minha vida’, diz professor agredido em aula
SOB INVESTIGAÇÃO
Jovem é encontrada morta dentro do quarto e esposo está desaparecido
MORTE NO DETRAN
Jovem sofre parada cardíaca durante prova para tirar CNH