Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 22 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Índios de MS discutem violência no campo

20 Jun 2007 - 11h03
Lideranças indígenas de Mato Grosso do Sul se reuniram na terça-feira (19) com o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Márcio Freire. Eles querem agilidade na regularização das terras.
 
A pintura que marca o rosto é a forma de manter viva a cultura indígena. Por isso, cerca de 30 lideranças das comunidades de Mato Grosso do Sul pintaram o rosto, vestiram roupas e acessórios especiais para partiricar da "atiguassu" que, em português, significa "grande reunião". Na assembléia realizada na Lima Campo, uma área de conflito em Ponta Porã, os indígenas apontaram os principais problemas que enfrentam.
 
Participaram da atiguassu lideranças indígenas de aldeias e acampamentos do Sul do estado. Entre os principais assuntos discutidos foram a demarcação de terras e a violência no campo. Só na região Sul de Mato Grosso do Sul, segundo a Funai, existem mais de 20 áreas demarcadas que ainda não foram homologadas.
 
Delasanta Martins é líder indígena no acampamento Arroio Corá, em Paranhos, e aguarda uma posição oficial da Justiça sobre a definição das terras há cinco anos. Ele também pede mais infra-estrutura. No local existem mais de 400 índios. "Temos problemas de demarcação de terras, de saúde, de segurança", comenta.
 
O presidente nacional da Funai, Márcio Freire, ouviu todas as lideranças indígenas presentes. Ele explicou que a maneira mais eficiente de diminuir a violência é acelerando os processos de homologação das áreas já demarcadas. "É uma questão política porque os estudos antropológicos já foram feitos, os procedimentos administrativos, em sua maioria, já foram feitos. Há questões na Justiça, que não podem ser resolvidas apenas pela Funai. Nós temos de trabalhar no sentido de encontrar um caminho político para que essa questão seja resolvida", afirmou.
 
 
 
G1
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Filho de faxineira e porteiro passa em medicina no Paraná
RENOVAÇÃO LICENÇA
Extinção de mais 130 rádios comunitárias no Brasil deve alcançar emissora de Ponta Porã
CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho