Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CONTAINER
Brasil

Índio é assassinado por causa de mochila em Amambai

12 Abr 2007 - 07h43
Um indígena de 20 anos foi assassinado com uma facada no pescoço por causa de uma mochila no final da manhã dessa quarta-feira em Amambai.

O crime aconteceu por volta das 11h30 no interior da Aldeia Limão Verde, situada às margens da rodovia MS 156, trecho que liga Amambai a Tacuru, a cerca de três quilômetros da cidade em Amambai.

Segundo a esposa da vítima, única testemunha ocular do crime, seu marido, o indígena Ademir Freitas de 20 anos, residente na própria Aldeia Limão Verde, estaria embaixo de uma árvore aos fundos de sua residência quando teria chegado o autor do assassinato, o também indígena César Rodrigues.

Aconteceu uma rápida discussão entre vítima e acusado por causa de uma mochila de náilon, que segundo a indígena, o acusado teria emprestado para um irmão da vítima e em determinado ponto da discussão, César teria sacado de uma faca e atacado Ademir, que foi ferido na mão e no pescoço, lado direito.

Mesmo ferido Ademir Freitas ainda teria tentado correr, mas caiu a alguns metros adiante e morreu.
Uma equipe da Polícia Civil de Amambai, acompanhada por integrantes da OEFPRI (Operação Especial da Funai para Prevenção e Repressão de Ilícito nas Aldeias), da sede regional da Fundação Nacional do Índio de Amambai esteve no local realizando os levantamentos de praxe.

A Polícia Militar, acionada por moradores da aldeia, também esteve no local prestando apoio, mas o autor do homicídio, que fugiu do local logo após ter desferido as facadas, não foi encontrado até o momento. A polícia está trabalhando no caso.

 
 
 
A Gazeta News

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara