Menu
SADER_FULL
sábado, 19 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Índice de cheques sem fundo cai 0,71% no primeiro semestre

17 Jul 2007 - 04h13
O índice de cheques sem fundo no País registrou queda de 0,71% no primeiro semestre de 2007 ante o mesmo período do ano passado, de acordo com a pesquisa da Telecheque. O levantamento mostrou que o indicador de inadimplência nos primeiros seis meses do ano foi de 2,79%, enquanto no primeiro semestre de 2006 o indicador foi de 2,81%.

"O cheque continua a ser um dos principais e mais baratos meios de pagamentos utilizados no varejo na concessão de crédito ao consumidor. Apesar da queda do uso de cheques registrada nos últimos anos, a concessão de crédito no país continua calcada basicamente nesta opção de pagamento", avaliou o vice-presidente da entidade, José Antônio Praxedes Neto.

O Estado campeão de cheques sem fundos no primeiro semestre foi o Maranhão (6,26%), seguido por Paraíba (5,82%) e Pernambuco (4,17%). Já Goiás foi o Estado que apresentou o menor indicador de cheques sem fundos (1,81%), seguido por Rio Grande do Sul (2,06%).

 

 

Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

ROTEIRO ESPECIAL PARA O RIO DE JANEIRO
Roteiro diferente para continuar conhecendo o Rio de Janeiro
DICA DE TURISMO E FÉRIAS
Dicas para curtir uma temporada em Arraial do Cabo
LUTO - ESPORTE
Morre Jackelyne da Silva, ginasta da seleção brasileira, aos 17 anos
LUTO NA MÚSICA
Cantor sertanejo Marciano morre aos 67 anos, vítima de enfarto
CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares