Menu
SADER_FULL
quinta, 17 de janeiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Indenização por inclusão indevida na Serasa cai pela metade

26 Out 2004 - 10h36
A Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar caso de indenização por inclusão indevida de nome no Serasa, decidiu reduzir o valor a ser pago ao prejudicado.

De acordo com o STJ, o entendimento em casos como esse ou, ainda, naqueles de inserção de nome no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), entre outros, era o de aplicar multa equivalente a 50 salários mínimos, mas concluiu-se que, na maioria das vezes, esse valor é demasiadamente elevado.

Assim, o tribunal decidiu pelo teto de 25 salários mínimos (base variável de acordo com o caso), equivalente a R$ 6,5 mil.

A jurisprudência é o caso envolvendo a empresa Airton J. Vechiato & Cia. Ltda, que recorreu ao STJ propondo ação visando ver declarados a nulidade de título cambial, o cancelamento de protesto e a indenização por danos morais, com pedido de tutela antecipada, contra a Central de Distribuição Portinari Ltda. e Banco Bradesco.

A empresa argumentou ter seu nome indevidamente incluído no Serasa por emissão de duplicata fria no valor de R$ 541,85. O título foi emitido pela Portinari e endossada à instituição financeira. Esta, por sua vez, não verificou a legalidade do saque e fez a cobrança. O juízo de primeiro grau condenou os réus, solidariamente, ao pagamento da indenização de mais de R$ 27 mil.

Dessa decisão recorreu o Bradesco, sustentando não ter legitimidade para responder pela ação, pois atuou como simples mandatário. Pediu, também, a redução do valor da indenização por danos morais, o que acabou sendo acatado pelo STJ.

 

Invertia

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARNAVAL É NO CAMPO BELO RESORT
Carnaval é no Campo Belo Resort, reserve já seu lugar nesse bloco - Confira os pacotes
MS EM ALERTA
Meteorologia alerta para a possibilidade de chuva forte no fim de semana no MS
DECEPCIONADA
Regina Duarte surpreende e se posiciona contra atitude de Bolsonaro
SATÂNICO
Mulheres são presas acusadas de torturar criança de apenas dois anos que teve rosto desfigurado
INSPIRAÇÃO
Idoso se forma em Direito aos 94 anos, após morte da esposa
POLEMICA
Movimento Gay quer tirar Bíblia de circulação no Brasil, diz Damares
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem atira em esposa e se mata com granada
SUPERAÇÃO
Pedreiro cadeirante enfrenta difilculdades e sustenta a família trabalhando em obras
GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'