Menu
LIMIT ACADEMIA
segunda, 17 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Indecisos podem definir eleição para os cargos do Senado em MS

26 Jul 2010 - 11h34Por Conjuntura Online
A campanha para as duas cadeiras a que Mato Grosso do Sul tem direito no Senado ainda está praticamente indefinida, conforme o resultado da mais recente pesquisa de intenções de voto divulgada pelo Ibrape (Instituto Brasileiro de Pesquisa), uma vez que o número de indecisos pode decidir quais os representantes no Estado a atuar na Casa a partir da próxima legislatura.

De acordo com o levantamento estatístico feito pelo Ibrape entre os dias 15 e 18 deste mês, o senador Delcídio do Amaral (PT), que postula à reeleição, aparece com 49% da preferência dos eleitores sul-mato-grossenses. No entanto, o número de indecisos, que representa cerca de R$ 1 milhão de eleitores, supera o petista que lidera a corrida rumo ao Senado.

Para analistas, a campanha para o Senado ainda não ganhou as ruas para valer, o que atesta o grande número de eleitores que ainda não decidiu em quem votar para o cargo nas eleições de outubro, diferentemente na disputa para o governo estadual a qual sempre tem mais visibilidade em todas as regiões do País.

Eles acreditam que o quadro deve mudar gradativamente no decorrer da campanha que está apenas começando. O horário gratuito reservado aos partidos políticos em rede de rádio e de televisão é, segundo eles, a grande oportunidade de o eleitor definir quem deve representar Mato Grosso do Sul no Senado.

Segundo a pesquisa do Ibrape, que entrevistou 1.119 eleitores em todo o Estado nesse período do ano, o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) é o segundo colocado com 41% das intenções de voto.

Em abril, a diferença entre os dois candidatos integrantes à chapa do ex-governador Zeca do PT era de 31 pontos, e agora é de apenas 8, conforme revelou o levantamento publicado há dias no jornal Correio do Estado.

A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O Ibrape ouviu 1.119 eleitores entre os dias 15 e 18 de julho, em todo o Estado.

O deputado federal Waldemir Moka (PMDB) e o vice-governador Murilo Zaiith (DEM), que também concorrem ao Senado, figuram tecnicamente empatados: o peemedebista obteve 23% e o democrata 24%.

O levantamento mostra queda da preferência do eleitorado em relação a Delcídio, apesar de o senador aparecer bem na pesquisa atual. Em abril, ele aparecia com 61% das intenções de votos. No mesmo período, Dagoberto evoluiu de 30% para 41%, ou seja, 11 pontos.

A pesquisa também mostra evolução do candidato Murilo Zauith, que passou de 18% para 24%. Já Waldemir Moka caiu de 26% para 23%.

Os candidatos Jorge Batista e Professor Washington, ambos do PSOL, figuram com 2% da preferência do eleitorado. Alto índice de eleitores declarou intenção de votar em branco ou nulo: 20%, com índice de indesisos chegando a 39%.

A pesquisa do Ibrape foi registrada sob o número 23860/2010 no TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO CRUEL
O massacre do menino Rhuan e o silêncio da grande mídia
FAMOSIDADES
Homem discute com mulher e mata bebê de quatro meses
SOLIDARIEDADE
Bebê nasce sem os olhos e mobiliza cidade do Paraná
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Pai mata filho de quatro anos e se mata por não aceitar fim do relacionamento
ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína