Menu
SADER_FULL
domingo, 21 de abril de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Incra e MST acusados de barrar recursos a assentamento

7 Ago 2004 - 08h54

As 162 famílias do assentamento Andalúcia, localizado a 30 quilômetros de Nioaque, estão desde 2002 sem abastecimento de água, apesar do Bird (Banco Interamericano de Desenvolvimento) ter liberado R$ 875 mil para a construção de um poço artesiano, de uma rede de abastecimento de água e de uma outra rede para a coleta de esgoto. O total dos recursos previstos no convênio é de R$ 1,9 milhão, sendo que cerca de metade deste valor é uma contrapartida do governo federal.

Os recursos foram liberados no dia 10 de dezembro de 2002, depois da assinatura de um convênio entre o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária), a prefeitura de Nioaque e o Bird. Mas, segundo Enio Toniasso, advogado da Associação dos Assentados Marçal de Souza nenhum real chegou aos pequenos produtores, apesar de R$ 436 mil terem sido depositados na conta do assentamento, ou seja, 50% do que foi liberado pelo Bird. Além disso, o Incra bloqueou os recursos desde o dia da abertura da conta. “Nós não sabemos porque”, diz o advogado.

Pressão dos Assentados

Segundo Toniasso, o dinheiro ficou parado na conta corrente 7828x da agência 2340 do Banco do Brasil durante quatro meses. Até que, por pressão dos assentados, em abril de 2003 o Incra montou sete licitações para a realização dos serviços. Cinco pessoas foram nomeadas para a comissão de licitação. Dentre elas, dois integrantes do MST, indicados pelo Incra, os irmãos José Genuíno Dias e Nilmar Dias.

A licitação foi contestada por duas empresas que não conseguiram retirar as cartas convite – documento com os detalhes para a concorrência. As duas empresas da capital enviaram ofícios ao Incra denunciando que José Genuíno Dias e Nilmar Dias, membros da comissão de licitação, se recusaram a fornecer as cartas convite. “Apenas algumas empresas receberam a carta”, diz Toniasso.

Baseado na denúncia o Instituto considerou o processo irregular e cancelou a licitação. “A partir daí, quatro meses depois da liberação dos recursos e do bloqueio da conta, o Incra achou um meio para explicar o bloqueio”, diz o advogado, explicando que a justificativa passou a ser usada todas as vezes que o instituto foi questionado na justiça sobre a retenção do dinheiro.

Mesmo reconhecendo a irregularidade o Incra, segundo o advogado, com a intenção de liberar o dinheiro, ajudou na criação de uma outra entidade a Associação dos Produtores do Assentamento Andalúcia. Para Toniasso, está é outra irregularidade apontada no processo, já que o Instituto teria permitido que José Genoíno Dias e Nilmar Dias, os dois responsáveis pelo cancelamento da licitação, assumissem a nova associação. “Eles andaram por três meses com funcionários e um carro do Incra tentando montar a outra associação e retirar os recursos do Andalúcia. Como eles podem dar apoio para aqueles que cometeram a irregularidade?”, questiona.

A criação da associação não surtiu efeito. O pedido de desvio de recursos foi recusado pela procuradoria do próprio Incra. Na ação movida contra o instituto, o advogado dos assentados pede o desbloqueio da conta e a liberação dos recursos emergenciais e do restante dos recursos previstos no convênio para os anos de 2003 e 2004. Durante toda a semana o MidiamaxNews procurou pelo superintendente interino do Incra, Valdir Peres, mas ele não foi encontrado para falar sobre o assunto e não retornou as ligações da reportagem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BONITO - MS - DICA AGÊNCIA ECO TOUR
Confira agora os 5 passeios mais românticos de Bonito (MS)
EM ÁUDIO VAZADO
Em áudio, Onyx diz que governo deu 'uma trava na Petrobras', caminhoneiros podem ficar sossegados
EMOÇÃO E RECOMEÇO
Mãe e filho se reencontram em hospital após desabamento de prédios
ACIDENTE FATAL
Três morrem em explosão provocada por vazamento de botijão de gás
NOVA PARALISAÇÃO
Ala dividida de caminhoneiros falam em greve no próximo dia 29 em todo o Brasil
CAMPO BELO RESORT - PARAÍSO É AQUI
Com noite Árabe e Italiana, PACOTE do dia 03 a 05 de maio já disponível para o Campo Belo Resort
NEGLIGÊNCIA FUNCIONAL
Menino de 12 anos foge de casa, burla esquema de segurança e embarca em avião
DEU RUIM
Vítima reage e mata assaltante que tentava roubar camioneta em Toledo – ASSISTA VÍDEO
PAI MONSTRO
Pai é preso suspeito de estuprar e engravidar a filha de 11 anos
15 METROS DE ALTURA
MILAGRE – Menina de um ano que caiu do 4º andar de prédio não sofreu nenhuma fratura