Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 16 de julho de 2019
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
ECONOMIA

Inadimplência do consumidor registra 2ª alta anual, diz Serasa

13 Jul 2010 - 05h31Por Folha Online

A inadimplência do consumidor registrou acréscimo de 5,2% em junho ante o mesmo mês do ano passado, representando a segunda alta na comparação anual desde outubro de 2009, segundo o indicador da Serasa Experian divulgado nesta segunda-feira.

Na comparação mensal -- junho em relação a maio deste ano --, a inadimplência do consumidor, mesmo perdendo fôlego, também cresceu, registrando variação de 1,1%.

Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, a alta da inadimplência do consumidor tem relação com o crescimento acelerado do endividamento, além do bom desempenho das vendas, sobretudo as financiadas no Dia das Mães, Dia dos Namorados e Copa do Mundo.

"Vale lembrar que o consumidor já carregava, anteriormente, compromissos pela antecipação do consumo para aproveitar o IPI reduzido (automóveis, eletrodomésticos da linha branca e móveis), e, por isso, agora encontra dificuldades para honrar suas dívidas", analisam ao economistas.

Neste cenário, o maior endividamento do consumidor e o atual ciclo de aperto monetário (elevações da taxa Selic) "irão fazer com que a inadimplência continue evoluindo nos próximos meses, porém sob controle e sem recorde histórico", afirma o indicador.

CARTÕES

Na decomposição do indicador, a inadimplência com cartões de crédito e financeiras (alta de 7%) e dívidas com os bancos (crescimento de 0,6%) foram as responsáveis pela alta mensal em junho de 1,1% na inadimplência do consumidor.

Ao contrário das avaliações anual e mensal, a inadimplência do consumidor no período acumulado do primeiro semestre de 2010/2009 caiu 2,3%, representando a maior queda para esta comparação desde o início do indicador, em 2000.

DÍVIDAS

No primeiro semestre de 2010, em comparação com o mesmo período do ano anterior, o valor médio das dívidas com os bancos teve queda de 0,4%. Já as outras três modalidades de inadimplência -- cheques sem fundos, títulos protestados e cartões de crédito e financeiras -- apresentaram alta de 41,9%, 6,4% e 1,8%, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGEDIA NA RODOVIA
Morte trágica de três pessoas na PR-082, comove população
BRIGA DE FAMILIA
Pai desfere 15 golpes de facão em filho adolescente
VIOLENCIA DOMESTICA
Pai é morto a marteladas pelo filho um dia antes de aniversário
NÃO QUER QUE ELE USE
Mãe apaga narguilé do filho adolescente e leva chinelada
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que está apaixonado de verdade por Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
VAQUINHA VIRTUAL
Com dinheiro de vaquinha, morador de rua que ajudou idosa durante temporal no Rio compra casa
DURANTE MISSA
Padre Marcelo Rossi cai do altar após ser empurrado em missa
ASSASSINATO
Prefeito é morto a tiros por vereador após discussão
ATROPELAMENTO FATAL
Freira Franciscana coordenadora de catequese morre atropelada por carro
ASSASSINATO
Homem é morto na frente da filha de 11 anos por causa de dívida