Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
CONTAINER
Brasil

Igreja condena aborto em caso de anencefaléia

15 Jul 2004 - 14h55
“Apesar da má formação, trata-se de um ser humano. Entendemos que o feto anencefálico não tem condições de sobrevivência fora do útero materno, mas se trata de um ser vivo”, disse Dom Odilo Sherer, secretário-geral da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que participou ontem à noite do programa "Diálogo Brasil", da TV Nacional, nos estúdios da TV Cultura, em São Paulo. Dom Odílio acrescentou a que a vida deve ser respeitada enquanto vida e não pela chance de sobrevida.

“A questão da vida ou da morte deve ser deixada ao curso natural. Dizer que a vida começa depois do nascimento me parece impraticável no contexto cientifico que estamos vivendo”, acrescentou Dom Odilo Sherer.

Durante o debate sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de liberar a interrupção da gravidez nesses casos, o presidente da União dos Juristas Católicos, Paulo Leão, seguiu a linha de raciocínio de Dom Odilo. “Como em outros casos envolvendo o aborto, há uma vida humana que deve ser respeitada, sem se considerar a possibilidade de duração maior ou menor dessa vida. A dignidade da pessoa humana prescinde a duração de sua vida”, disse.

O ginecologista e deputado federal José Pinotti, que também participou do programa da TV Nacional, informou que de cada mil partos, um é anencefálico. Mas acrescentou que as estatísticas não são seguras, porque ocorrem abortos durante o período de gestação. A causa da doença, segundo ele, está relacionada à falta de ácido fólico, ocorrendo em pessoas que sofrem de desnutrição ou não se alimentam adequadamente.

Segundo Débora Diniz, doutora em Antropologia e pós-doutora em Bioética, e que também participou do programa, nenhuma mulher das que acompanhou teria se arrependido de interromper a gravidez neste caso. “Nós não temos anencéfalos entre nós. Chamar de criança alguém que vive por sete minutos é uma tortura para as mães. O que essas mulheres precisam é de conforto espiritual neste momento”, disse.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'