Menu
SADER_FULL
quinta, 18 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

IBGE fará estudo orçado em R$ 8 milhões sobre violência

7 Abr 2007 - 04h55
O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e o Ministério da Justiça estão planejando uma pesquisa inédita que pretende diagnosticar a criminalidade e servir de base para a implementação de políticas de segurança pública, visando combater um dos problemas que mais tem incomodado o brasileiro, a violência. O estudo, de abrangência nacional, custará R$ 8 milhões, segundo divulgou hoje a Folha On Line.

O estudo, denominado 1ª Pesquisa Nacional de Vitimização analisará diversos aspectos relacionados à segurança pública no país, como, por exemplo, a sub-notificação de crimes --a diferença entre os delitos cometidos e as ocorrências que de fato acontecem.

O presidente do IBGE, Eduardo Nunes, afirmou que um dos objetivos da pesquisa é obter dados mais precisos sobre a sub-notificação. Há estimativas indicando que 15% a 20% dos crimes deixam de ser registrados. Outros itens a serem pesquisados são a relação entre polícia e comunidade, os custos econômicos e sociais da violência e criminalidade, além da violência contra minorias.
 
 
 
 
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto