Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 20 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Hospital de Amambai pode fechar por falta de recurso

27 Mar 2007 - 04h35
Apesar da grande demanda da área de saúde, que vem crescendo dia a dia, provocando superlotação em postos de saúde e hospitais, um hospital tradicional de Amambai poderá fechar suas portas para internações e atendimentos ambulatoriais, passado a tender somente consultas em caráter participar.

O Hospital e Maternidade Santa Joana, que há vários anos realiza atendimento geral em Amambai está prestes a ter o convênio com o SUS (Sistema Único de Saúde) suspenso e com isso, segundo a direção do hospital, o Santa Joana não teria mais condições financeiras para manter o quadro de funcionário e a estrutura exigida para realizar os atendimentos ambulatoriais e as internações, mesmo nos casos de atendimentos particulares.

“Sem o convênio com o Sistema Único de Saúde não temos condições e nem recursos para manter os atendimentos ambulatoriais e internações, pois só com o atendimento participar e convênios não é suficiente para cobrir se quer parte das despesas para manter esse tipo de atendimento”, disse o médico Dr. Teodoro Lopes Diniz, um dos sócios-proprietários da unidade de saúde.

O Corte-De acordo com a direção do hospital o descredenciamento do Santa Joana do Sistema Único de Saúde se deu por conta de uma política do Governo Federal que visa reduzir o atendimento ambulatorial em hospitais, estendendo esse tipo de atendimento mais diretamente aos postos de saúde, com isso as vagas de internação pelo SUS que eram de aproximadamente 270 caíram apenas para 200 ao mês em Amambai e teriam sido todas destinadas pelo Conselho Municipal de Saúde, para o Hospital Regional.

“Tentamos, junto ao Poder Público Municipal, conseguir recursos para darmos continuidade ao atendimento a população, mas fomos informados que a Prefeitura não pode repassar recursos para entidade de saúde de caráter participar, a menos que seja implantada uma legislação específica”, disse Dr Diniz ao informar que o Santa Joana deverá permanecer atendendo pelo SUS pelo menos até o mês de maio, quando o convênio expira.

Hoje o Hospital Santa Joana tem a seu dispor, 57 internações e 350 consultas a serem realizadas mensalmente.
 
 
 
 
 
A Gazeta News

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem que matou filho para defender a nora comete suicídio
INJUSTIÇA
Familiares prestam homenagem a laçador de cães que morreu após ser hostilizado
FORAGIDO
Mulher é morta a facadas pelo ex-marido, que não aceitava fim de relacionamento
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Valentina conta a Egídio que Gabriel é filho dele
CRUELDADE
Idosa de 106 anos é assassinada a pauladas no Maranhão
NOVO GOVERNO
Desistência de general para ministério leva crise ao QG de Bolsonaro
ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)