Menu
SADER_FULL
domingo, 16 de dezembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Homem mata e enterra mulher no quintal da própria casa na Capital

4 Mai 2007 - 13h12

A Polícia Civil encontrou ontem, por volta das 11 horas, o corpo de Cleonir Pompeu Zanlorezi, 51 anos, enterrado no quintal da residência localizada na Rua Apetubas, no Jardim Tijuca, em Campo Grande. Ela foi assassinada pelo marido identificado como Edson Pinto Damásio, 57 anos, que a enterrou no local após o crime.

O corpo de Cleonir estava enterrado há meio metro de profundidade no quintal do barraco de lona onde o casal vivia. Edson confessou aos policiais que matou a esposa quando estava bêbado e ambos discutiram. Ele disse que enforcou a mulher com o próprio braço durante a briga e quando viu que ela estava morta decidiu enterra-la . Os Bombeiros foram acionados para desenterrar o corpo.

A família de Cleonir registrou ocorrência do desaparecimento em fevereiro deste ano e os policiais civis do 6º DP (Distrito Policial) investigavam o fato quando descobriram o corpo. Edson continuava morando na mesma casa.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Criança de dois anos se enforca com a alça da bolsa enquanto brincava em escola
CASO JOÃO DE DEUS
Marina Ruy Barbosa intervém no caso João de Deus e impede uma grande tragédia
PRISÃO DECRETADA
Justiça de Goiás decreta prisão de João de Deus
STARTUPS NO BRASIL JÁ É SUCESSO
O sucesso das startups no Brasil e algumas novas apostas no mercado
REVOLTANTE
Filha de João de Deus diz que foi abusada dos 10 aos 14 anos: 'Meu pai é um monstro'
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Robério beija Marcos Paulo e a agride ao descobrir que ela é trans
DESTAQUE MUNDIAL
Dois brasileiros estão no Top 50: melhores professores do mundo
JUSTIÇA - WHATSAPP
Administradora de grupo no WhatsApp, foi “condenada” á pagar 3 mil por discussão de membros
DICAS DE SERVIÇO DE HOSPEDAGEM NA WEB
Vai criar um blog ou um site?, saiba aqui tudo sobre o serviço de hospedagem
ALERTA NA NET
Golpe no WhatsApp engana usuários ao prometer brindes falsos de Natal