Menu
SADER_FULL
quarta, 19 de setembro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
DR. SHAPE
Brasil

Homem evoluiu correndo, afirmam biólogos

17 Nov 2004 - 17h49
Dois biólogos norte-americanos afirmaram que o ser humano desenvolveu sua atual anatomia a partir da necessidade de correr para caçar e se alimentar, segundo uma matéria que será publicada amanhã pela revista Nature. De acordo com Denis Bramble, da Universidade de Utah, em Salt Lake City, e Daniel Lieberman, da Universidade de Harvard, em Cambridge (Massachusetts), nossa atual aparência, caracterizada por pernas compridas e poderosas, remete-nos aos primeiros representantes do gênero Homo, obrigados a percorrer rapidamente longas distâncias na savana africana.

Os dois cientistas sustentam que foi perseguindo suas presas, como caçadores, para poder alcançá-las em curta distância e esforçando-se para chegar ao animal morto antes dos abutres e hienas que o homem desenvolveu esta aptidão. De acordo com Bramble e Lieberman, sob efeito da seleção natural nossos ancestrais começaram a tomar formas que desembocaram no corpo do homem atual, adaptado para andar sobre dois pés, mas também para correr.

Esta etapa da evolução teria sido superada há dois milhões de anos. Bramble e Lieberman afirmam que detectaram vestígios disso em alguns esqueletos da espécie Homo Habilis e principalmente da Homo Erectus, mais modernos.

Os dois biólogos registraram no total 26 traços anatômicos aptos para aumentar a adaptação para corrida, como tendões mais longos e ligamentos das pernas, a estrutura dos pés e os músculos que estabilizam o tronco. "Atualmente, a corrida é principalmente uma forma de exercício e distração, mas suas raízes podem ser tão antigas como o gênero humano e ter contribuído significativamente para a formação do corpo humano", resumem os dois cientistas.

A hipótese é rebatida pela antropóloga francesa Yvette Deloison, especialista em locomoção de hominídeos e conhecida principalmente por sua teoria de que o andar ereto apareceu muito antes entre os primatas do que nos ancestrais diretos do homem.

"Para avaliar sua capacidade de resistência, Bramble e Lieberman comparam bípedes e quadrúpedes, que representam dois modos de locomoção completamente diferentes e portanto impossíveis de comparar", declarou Deloison. "O homem está construído anatomicamente para a marcha. Por outro lado, em vez de poder perseguir suas presas em distâncias longas, os primeiros humanos tinham sem dúvida mais necessidade de escapar rapidamente dos predadores", destacou a especialista do Centro Nacional para a Investigação Científica da França.

 

 

Terra Redação

Deixe seu Comentário

Leia Também

ALCOOLISMO
Menino de 9 anos é expulso de casa pela mãe alcoólatra por se recusar a roubar, no DF
LATROCINIO
Tentativa de assalto termina com pai morto e filho baleado
MENOR INFRATOR
Cobradora é apedrejada em assalto e adolescente é detido pela 4ª vez
FAMOSIDADES
Justiça condena Deborah Secco por desvio de dinheiro público
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Severo vai morar com mendigos e vira vizinho de Agenor
CLUELDADE
Por mãe estar sem o celular, ladrão dá facada em bebê de 3 meses
ECONOMIA
Mercado financeiro já trabalha para traçar cenários sem Bolsonaro
PROCURA-SE
Adolescente desaparece e família recebe ligação misteriosa
TRAGÉDIA
Jovens irmãos morrem em grave acidente; caminhonete chegou a se partir ao meio
FAMOSIDADES
Justiça decreta prisão de Dado Dolabella por insulto à ex mulher