Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 14 de novembro de 2018
SADER_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Homem é preso após seqüestrar estudante no campus da UFMT

30 Jun 2007 - 09h30
 

Um homem foi preso em flagrante pela polícia acusado de seqüestrar uma estudante dentro do campus da UFMT, em Cuiabá. Paulo Roberto de Jesus (28), que é representante comercial, disse que cometeu o crime porque estava sem dinheiro e precisava comprar leite para o filho. O seqüestrador pedia R$ 10 mil de resgate para libertar a estudante.

Por volta de 11h de quarta-feira, a estudante de engenharia estava dentro de um automóvel Clio, no campus da UFMT, à espera do namorado. Paulo Roberto, armado com um canivete, rendeu a vítima e assumiu o controle do veículo. Ele levou a estudante para o bairro Tijucal e com o telefone celular dela, entrou em contato com a família da vítima para pedir o resgate.

Em um momento de distração do seqüestrador, a estudante abriu a porta do carro e fugiu. Ela pediu socorro em uma loja da região e o bandido fugiu com o automóvel levando os pertences da vítima. O seqüestrador ainda continuou mantendo contato com a família da estudante e passou a exigir R$ 5 mil para devolver o carro.

"Ele é inexperiente, nunca teve passagem pela polícia. Para prender, foi só simular o pagamento [do resgate]", disse o delegado Luciano Inácio da Silva, gerente de Repressão a Seqüestros e Investigação Especial da Polícia Civil. O delegado passou a negociar com o bandido e combinou em deixar uma mala com o dinheiro no trevo que dá acesso ao bairro Jardim Itália. A polícia deixou uma sacola com jornal no lugar do dinheiro, às 16h desta quinta. Assim que Paulo Roberto apareceu para pegar o resgate, foi preso.

O delegado revela que Paulo Roberto foi buscar o resgate em outro automóvel, em nome do próprio seqüestrador. O carro da estudante foi deixado estacionado na mesma rua da Associação dos Delegados de Polícia.

Paulo Roberto justificou a ação afirmando que estava desesperado para conseguir dinheiro para manter a família. Ele é casado com uma professora e disse que não tinha dinheiro para comprar alimento. "Com os R$ 60 que estavam na bolsa da vítima, parte ele usou para comprar gasolina e também para comprar leite para o filho. A esposa até estranhou onde ele havia conseguido dinheiro para o leite", disse o delegado.

Paulo Roberto responderá pelo crime de extorsão mediante seqüestro, que tem pena mínima de oito anos de prisão. Ele está detido na Polinter, anexo do presídio Pascoal Ramos, em Cuiabá.

 

 

TV Morena

Deixe seu Comentário

Leia Também

ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante
ACIDENTE DE TRANSITO
Caminhão passa por cima de veículos e explode em grave acidente
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Marilda (Letícia Spiller) é flagrada nua e finge ser uma assombração
BNDS
“Se não abrir a caixa preta do BNDES, está fora!”, diz Bolsonaro sobre Levy
FAMOSIDADES
Susana Vieira está com leucemia, mas a doença está controlado, diz assessoria
NOVELA GLOBAL
Marina Ruy Barbosa é a heroína de 'O sétimo guardião': 'Luz foge do tradicional'
CONSTRANGIMENTO
Claudia Leitte quebra silêncio e desabafa sobre polêmica com Silvio Santos