Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ITALÍNEA
CAMPO GRANDE

Homem é assassinado com tiro no rosto; dois são presos

16 Set 2010 - 07h14Por Campo Grande News

Cristiano de Andrade Barreto, 32 anos, foi assassinado com um tiro no rosto na madrugada desta quinta-feira, na Rua Bacabá, região do Bairro Santo Amaro, em Campo Grande.

Ele foi assassinado por volta de meia noite e meia e os autores acabaram capturados uma hora depois do crime.

Agentes do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) prenderam Walney Mendes Barreto e Robson Gonçalves da Silva Souza pelo homicídio.

Testemunhas revelaram aos policiais que os autores deixaram o local em um veículo VW/Brasília, de  cor azul.

Os moradores da região também descreveram os autores, que estavam junto com a vítima.

Em diligências, os agentes do SIG encontraram o carro, que estava na Avenida Euler de Azevedo.

No carro estavam os dois presos e um revólver calibre 32 foi encontrado sob o banco do motorista, Walney.

Eles negam qualquer participação no crime, portanto, não é possível apontar até o momento o motivo do assassinato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'
LARANJADA
Deputados do PSOL distribuem laranjas na chegada de Bolsonaro à Câmara