Menu
RIO_DOURADOS
SADER_FULL
Busca
SUCURI_MEGA
Brasil

Homem cofessa estrupo contra a filha de dois anos

15 Set 2004 - 17h27
O lenhador João Batista Centurion de 22 anos morador no Bairro Morada do Sol em Fátima do Sul, confessou há pouco o estupro de uma filha e dois anos de idade que morreu depois do crime de parada respiratória.

Segundo informações da delegada Magali Leite Cordeiro Pascoal, ao site Dourados News, na noite passada João pediu para a mulher dormir na sala e se deitou na cama com a menina e com um filho de dez meses. A mãe contou para a delegada que durante a madrugada escutou a menina chorando, mas que depois ela se calou.

Hoje cedo João teria saído para trabalhar em uma fazenda na 7ª Linha e a menina apresentou problemas de saúde. Ainda segundo a mãe quando ela foi dar banho na garota notou manchas de sangue pelo corpo e ferimentos na vagina e no ânus da criança. No hospital da SIAS  (Sociedade Integrada de Assistencia Social) a menina apresentou uma parada respiratória e morreu.

A direção do hospital acionou a Delegacia da Mulher de Fátima do Sul. Uma equipe esteve na 7ª Linha onde prendeu João Batista que confessou o crime. Ele está sendo autuado em flagrante e sendo encaminhado para a cadeia pública de Fátima do Sul. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acerto de Contas
Mulher é assassinada e companheiro é poupado pelos bandidos
Macabro
Filho que escondeu corpo de pai pode ser indiciado por três crimes
Novela
'Deus salve o rei': Catarina (Bruna Marquezine) mata Constantino
Novela Global
'Outro lado': Gael luta contra violência doméstica no fim
Monstro
Câmera flagra irmão à procura de menina que teria sido abusada por prefeito de Bariri
Perigo do Selfie
Três garotas caem de ponte de 20 metros ao tirarem fotos em Castelo
Campanha de filiações
Prisão de Lula faz disparar filiações ao PT
O Apocalipse
Arthur (Junno Andrade) fala na TV que Ricardo (Sergio Marone) ressuscitou em seu velório
BBB 18 - Vencedora
Veja a casa de Gleici, do'BBB 18': Sister teve o pai assassinado pelo tráfico e passou fome
Concurso Público
Polícia Federal publica autorização para promover concurso público com 500 vagas