Menu
SADER_FULL
sexta, 22 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Há 20 anos, música brasileira perdia o poeta Cazuza

7 Jul 2010 - 10h22Por Terra
Um dos grandes ícones do rock brasileiro dos anos 80, o cantor e compositor Cazuza, morreu em 7 de julho de 1990 em decorrência de um choque séptico causado pela aids, doença que contraiu cinco anos antes.

Filho de João Araújo, diretor da gravadora Som Livre, o irreverente Agenor de Miranda Araújo Neto conviveu desde cedo com grandes nomes da música. No entanto a carreira de Cazuza nas artes começou no teatro, quando integrou o grupo Asdrúbal Trouxe o Trombone, em 1980.

Quando Léo Jaime recusou o convite para cantar em uma nova banda que se formava no Rio de Janeiro, indicou o nome de Cazuza. Assim nasceu o Barão Vermelho, que ainda contava com Roberto Frejat, Dé Palmeira, Maurício Barros e Guto Goffi.

Mesmo sendo a banda de seu filho, João não quis apostar no Barão Vermelho. Mas o jovem de 23 anos conseguiu gravar um álbum barato que recebeu elogios até de Caetano Veloso. No LP, canções como Bilhetinho Azul, Down Em Mim e Todo Amor Que Houver Nessa Vida.

A partir de então, o sucesso aumentou cada vez mais até que o grupo tocou no Rock in Rio, em 1985. O ano também foi marcado pela saída de Cazuza do Barão Vermelho, além de ser nessa época que aparecem os primeiros sinais da doença no cantor.

Na carreira solo, Cazuza continuou tendo grande sucesso. O show do álbum Ideologia viajou todo o País sob a direção de Ney Matogrosso, com quem viveu um relacionamento. O último disco, Burguesia foi gravado quando ele já estava fraco, de cadeira de rodas.

Mesmo após 20 anos de sua morte, Cazuza ainda é considerado um dos maiores poetas da música brasileira. Em 2004, Sandra Werneck dirigiu a cinebiografia do cantor, O Tempo Não Para, com Daniel de Oliveira. Lucinha Araújo, sua mãe, ainda se dedica à Sociedade Viva Cazuza, em prol da luta conta a aids.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Aposentadoria é para viver, não para receber só à beira da morte
CHANTAGEM
Ladrões invadem estabelecimentos, obrigam funcionárias a tirarem a roupa, filmam e extorquem vítimas
FORAGIDO
Atirador invade escritório de advocacia e mata duas pessoas
BBB 19
Rízia chora por estar acorrentada: 'Vontade de desistir'