Menu
SADER_FULL
segunda, 21 de janeiro de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Grandão é o patrono da nova turma de soldados da PM

10 Set 2004 - 07h59

O deputado federal João Grandão (PT-MS) é o patrono da turma do Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar, cuja formatura acontece hoje (10/09) às 09h no quartel do 3º Batalhão da Polícia Militar em Dourados. Na mesma solenidade acontecem as comemorações alusivas aos 169 anos de criação da corporação.

Veja a íntegra da mensagem de João Grandão ao novos soldados e demais integrantes da Polícia Militar: É com muito orgulho e satisfação que nesta inspiradora manhã para a sociedade sul-mato-grossense participo das comemorações alusivas os 169 anos da Polícia Militar, uma das mais respeitadas instituições que cuida com amor e seriedade da árdua missão de garantir a preservação da ordem pública e o policiamento ostensivo de todo o território estadual com mais de 358 mil quilômetros quadrados e uma faixa de fronteira com 1517 Km de extensão.

Mais importante que rememorar a história desta briosa corporação, é termos a certeza que o Governo do Estado atende as reivindicações da comunidade douradense e possibilita a inclusão de sessenta novos policiais, que se formam hoje e colocam-se a serviço desta comunidade. Agradeço a deferência de ser escolhido o patrono desta turma de jovens, que atenderam ao chamado da vocação e, depois de um longo período de preparação, está apta a atuar em defesa da ordem, da paz e da cidadania plena.

Acreditamos que estes jovens policiais vão fazer valer o legado deixado pelo alferes José Joaquim da Silva Xavier, o “Tiradentes”, patrono da Polícia Militar que em vida mostrou que é possível uma nova sociedade livre dos grilhões da insensatez, da hipocrisia e do imperialismo por um mundo onde a liberdade prevaleça, ainda que tardiamente, conforme atesta o lema da bandeira dos inconfidentes: “Liberdade ainda que tardia”.

Auguramos felicidade nesta nova missão e que contribuam cada vez mais para o engrandecimento desta corporação, nascida a cinco de setembro de 1835 pelo então governo da extinta Província de Mato Grosso, com o nome de “Homens do mato”, tal era a situação do território, cheios de florestas e habitados por índios.

A Polícia Militar, ao longo destes 169 anos evoluiu sem precedentes. De Homens do Mato, passou a se chamar durante a Guerra do Paraguai como “Companhia de Pedestres” e mais tarde com a proclamação da República passou a denominar-se “Força Pública”, para então, finalmente em 25 de julho de 1497, transformar-se na atual Polícia Militar. Neste período a instituição solidificou-se e, hoje, sem sombra de dúvida é a mão amiga em defesa dos direitos constitucionais.

Senhoras e Senhores, agradeço a Deus, este ser  superior que nos Deus a Vida e a condição de estar hoje nesta solenidade; e ao comando da Polícia Militar por podermos compartilhar de momentos como esse que emociona a todos e nos dá a certeza de que a segurança não é só feita pela Polícia Militar e sim por toda a sociedade, pois como diz o ecólogo e psiquiatra francês Marc Cédron "É preciso que o policial militar, assim como o político, seja, antes de tudo, o Cidadão, pois, só isso determinará uma Segurança Pública integrada ao Todo social e impedindo que, em nome de ‘justiça’ de um Poder de poucos, se faça Terrorismo contra a Humanidade!" Colaborou Nicanor Coelho.

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

CENAS FORTES
Vídeo flagra mulher sendo agredida por ex-marido com socos e chutes
GUERRA NO RJ II
Parentes de mortos durante chacina em São Gonçalo e Itaboraí dizem que vítimas eram inocentes
GUERRA NO RJ
Chacina deixa pelo menos 7 mortos na Região Metropolitana do Rio
BBB 19
Famosos protestam contra Maycon por agredir animais e mãe o defende: 'Não é um monstro'
MORTE A ESCLARECER
Exército investiga morte de sargento após teste de aptidão física
CASO DE POLÍCIA
Rapaz morre em pátio de motel
MINISTRA DO MS NO GOVERNO BOLSONARO
Ministra Tereza Cristina garante fortalecer cadeia do leite e agricultura familiar
PROBLEMAS MENTAIS
Casal é brutalmente agredido a enxadadas pelo filho
BARRADO
Filho do cantor Marciano diz ter sido impedido de ir no velório do pai
A COBRA VAI FUMAR - SEGURANÇA NO MS
MS fecha o cerco contra a violência na fronteira em mega operação