Menu
LIMIT ACADEMIA
terça, 20 de agosto de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Grandão e Delcídio vão solicitar urgência na criação da UFGD

30 Ago 2004 - 15h05

O deputado federal João Grandão (PT-MS) e o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), vão participar amanhã (31/08) de uma audiência em Brasília com os ministros da Casa Civil, José Dirceu e da Articulação Política, Aldo Rebelo, para solicitar que projeto-de-lei que cria a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), saia da Casa Civil para o Congresso com indicação de regime de Urgência Urgentíssima.

Segundo João Grandão, o projeto da UFGD já está pronto e aprovado pelos ministros da Educação Tarso Genro e do Planejamento Guido Mantega, sendo que o próximo passo é ser encaminhado para o Ministério do Planejamento e para a Casa Civil da Presidência da República. Depois disso, o próximo passo é encaminhar o projeto para o Congresso Nacional.

João Grandão e Delcídio, nesta audiência de amanhã, vão solicitar a intervenção dos ministros José Dirceu e Aldo Rebelo para indicar que o  projeto da UFGD tramite no Congresso Nacional em Regime de Urgência Urgentíssima, o que possibilitará a tramitação na Câmara dos Deputados e no Senado num prazo de 45 dias.

A decisão para a realização desta audiência foi tomada na manhã do último sábado durante reunião entre o deputado João Grandão e o senador Delcídio do Amaral com a comissão de professores pró-criação da UFGD, formada por Damião Duque de Farias, Silvana de Abreu e João Carlos de Souza. Também participou da reunião o secretário Estadual de Governo, Raufi Marques.

Documento assinado pelos ministros Tarso Genro e Guido Mantega afirma que “o desmembramento  da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com a criação de uma universidade pública numa região onde as instituições de ensino superior não conseguem atender a demanda, é uma clara demonstração de compromisso com o desenvolvimento da região da Grande Dourados que abrange 37 municípios, correspondente a 15,6% do território estadual e a 41,25% da população de  Mato Grosso do Sul. A cidade de Dourados e seu entorno tem a sua economia assentada numa  rodoviária bem estruturada e caracterizada pela alta produtividade agropecuária e industrial. A expansão do ensino universitário público em Dourados desempenhará a função, no contexto regional, de um verdadeiro laboratório difusor de experiências de alta produtividade no País nos setores agropecuários e agroindustriais, voltados para os mercados nacionais e internacionais”.

COMO SERÁ A UFGD

João Grandão afirmou que a implantação da UFGD, proporcionará a criação de 26 novos cursos de graduação, um de Especialização, três de Mestrado e três de Doutorado, que atenderão 2000 alunos, além de concretizar a implantação do Hospital Universitário. O quadro de pessoal previsto para a UFGD compõe-se de 480 docentes, 96 médicos, 281 funcionários administrativos de nível superior, 534 funcionários administrativos de nível médio e 220 funcionários de nível de apoio; totalizando 1131 novos cargos. Colaborou Nicanor Coelho.

 

 

 

Fátima News

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade
100 TETO
Na busca por emprego, homem 'mora' em abrigo de papelão
PÂNICO NO ÔNIBUS
Atirador de Elite mata homem que fez reféns em ônibus
AGORA DEU MEDO
Velório é interrompido após morto 'apertar' mão da esposa
TRAGEDIA NA RODOVIA
Três pessoas morrem em acidente envolvendo carro e caminhão na BR-277
FATALIDADE
Jovem mulher morre ao levar choque usando o secador de cabelos
ABSURDO - BRASIL
Mulher mata o marido a facadas e leva pênis para a amante dentro de um copo
MORTE E COMOÇÃO
Jovem caminhoneira morre em acidente e comove colegas de toda a região