Menu
LIMIT ACADEMIA
sexta, 16 de novembro de 2018
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Governo quer pólo de pesquisa canavieira em MS

14 Abr 2007 - 11h13
Prevendo um crescimento de mais de 620% na produção de cana-de-açúcar até 2012, saindo de 15,7 para 98,8 milhões de toneladas, o governo de Mato Grosso do Sul já pensa em aprimorar o segmento com a instalação de um pólo de pesquisa no Estado.

A informação é do superintendente de Seprotur (Agricultura e Pecuária da Secretaria de Produção), João Carlos Krug, que no início da semana esteve em Piracicaba-SP conhecendo o CTC (Centro de Tecnologia Canavieira).

A visita, segundo João Carlos, foi para avaliar os trabalhos de pesquisa desenvolvidos pelo CTC e trocar informações quanto à possibilidade de instalar um pólo de tecnologia em Mato Grosso do Sul. Além do superintendente, representantes da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado), Cooagri (Cooperativa Agropecuária e Industrial) e da Fundação MS também integraram o grupo que foi a Piracicaba.

“O governo não minimizará esforços para atrair ferramentas que possam alavancar não só a produtividade, mas a eficiência agrícola e industrial da cadeia da cana”, garante Krug ao apontar a pesquisa e a tecnologia como primordial para melhorar a produtividade e aumentar o período da safra de cana, concentrada entre os meses de abril e novembro, diminuindo assim a ociosidade das usinas.

Desde o início do ano a Seprotur vem fazendo gestões no sentido de viabilizar uma unidade do CTC para Mato Grosso do Sul. O primeiro contato efetivo aconteceu em janeiro, durante o Showtec, em Maracajú.

Na oportunidade foi realizada uma reunião entre o coordenador do Centro de Tecnologia, Tadeu Andrade, com lideranças rurais, instituições bancárias, políticos ligados ao agronegócio, pesquisadores e a secretária de Produção, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias.

Tereza ressaltou, naquela ocasião, que o setor passa por uma fase de estruturação. “Este é um momento de organização e a viabilização do pólo permitirá o desenvolvimento de cultivares aptas para cada região do Estado. Se levarmos em consideração o potencial que já possuímos, poderemos dizer que estamos um passo a frente, pois o aprimoramento produtivo faz toda a diferença”, ponderou.

Conforme explicou Krug, a possibilidade de o CTC instalar unidades de pesquisa em Mato Grosso do Sul é grande, porém, para que isso ocorra, o Centro necessita de um número expressivo de associados. “Iremos fazer gestões junto aos empresários do setor e produtores de cana-de-açúcar no sentido de viabilizarmos juntos esse empreendimento”, frisa ele ao lembrar que algumas indústrias do Estado, inclusive, já são associadas ao CTC.

HISTÓRICO

O CTC é uma associação civil de direito privado criado em agosto de 2004. O objetivo de realizar pesquisa e desenvolvimento em novas tecnologias para aplicação nas atividades agrícolas, logísticas e industriais dos setores canavieiro e sucroalcooleiro e desenvolver novas variedades de cana-de-açúcar. Com atuais 146 unidades associadas, as mesmas são responsáveis pela produção de cerca de 60% da produção de cana-de-açúcar do País.

 

 

Diário MS


Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Câmeras flagram dupla efetuando mais de 30 tiros contra homem; veja o vídeo
TRISTEZA
Menino de 10 anos comete suicídio após a prisão do pai
MALDADE
Câmera de segurança flagra homem colocando fogo em casinha comunitária para cachorros
FATIMASSULENSES EM UBATUBA (SP)
Fatimassulenses, alunos do Vicente Pallotti fazem curso de biodiversidade marinha em Ubatuba (SP)
NOVELA GLOBAL
'O sétimo guardião': Gabriel se declara para Luz e os dois se beijam
MULHERES TEM QUE DENUNCIAR
Jovem posta foto com rosto inchado para denunciar agressão do namorado
ENCONTRO DE GOVERNADORES
Em encontro de governadores com Bolsonaro, Reinaldo defende fronteira e reajuste da tabela SUS
VIOLENCIA DOMESTICA
Homem é esfaqueado por esposa que tem ciumes até da sombra
ENTROU ATIRANDO
VÍDEO: Pastor é baleado no altar durante o culto
TRAGEDIA
Ex-prefeito é morto pelo pai após ser confundido com assaltante