Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 17 de janeiro de 2019
SADER_FULL
Busca
CANTINA BAH
Brasil

Governo lança o Plano Estadual de Recursos Hídricos

1 Ago 2007 - 12h30

O governador André Puccinelli lançou nesta segunda-feira, 30, em Campo Grande, o Plano Estadual de Recursos Hídricos (PERH). O processo de elaboração, que vai durar oito meses, permitirá estudos que vão resultar em um anteprojeto de lei para ser votado na Assembléia Legislativa. O objetivo é implantar a gestão compartilhada e o uso sustentável das águas. Juntamente com o Zoneamento Ecológico Econômico, previsto para ser concluído em junho de 2008, o PERH vai subsidiar o desenvolvimento sem passivo ambiental em Mato Grosso do Sul, segundo o governador André Puccinelli.

O trabalho de elaboração do plano de recursos hídricos tem a coordenação nacional e o apoio do Ministério do Meio Ambiente, por meio da Secretaria Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano e do Departamento de Recursos Hídricos. O secretário nacional, Eustáquio Luciano Zica, ressaltou que a criação dos planos em todos os estados é um compromisso de sustentabilidade não apenas em território brasileiro. “Temos que lembrar que os países vizinhos [geograficamente abaixo do Brasil] consomem os recursos hídricos resultantes da nossa gestão”.

O diretor-geral da Agência Nacional de Águas (ANA), José Machado, disse que a agência vai auxiliar o processo, em articulação permanente com o Ministério e com os estados. Amanhã (31) ele participa, em Bonito, de uma reunião com o Comitê de Bacia do Rio Miranda e os órgãos ambientais do Estado que trabalham no PERH.

A Superintendência de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, órgão da Secretaria de Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia, vai cuidar da execução do plano, juntamente com o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Imasul) e o Comitê Gestor da Bacia Hidrográfica do Rio Miranda.

Cerca de R$ 1 milhão será investido no trabalho por meio do Programa Pantanal, entre recursos diretos e indiretos. O projeto tem o apoio também da Organização dos Estados Americanos (OEA).

A sociedade civil poderá participar das discussões, por meio de seminários que ocorrerão nas duas primeiras fases do trabalho. A elaboração terá três etapas: a de diagnóstico, a de prognóstico e formatação do plano propriamente dito e a de ações propositivas (ocasião em que fica pronto o anteprojeto de lei).

O PERH será o instrumento de orientação e subsídio para ações e decisões dos órgãos gestores ambientais, de governos e iniciativa privada. Transformados em lei, os estudos vão apontar para um horizonte até 2020.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GASES MORTAIS
Homem morre após segurar peidos na casa da namorada
REALITY SHOW
'BBB 19': Danrley diz ser virgem, e irmã brinca: 'Nem no signo'
ALERTA
Smartphone afeta a saúde mental, e o dano pode começar em crianças de 2 anos!
TRAGÉDIA
“Tentei socorrer ele, mas não deu certo”: conta filho de motociclista levado por enxurrada
FURIA DA NATUREZA
Enxurrada derruba casa e provoca pânico e destruição
NOVELA GLOBAL
Gabriel e Valentina viram inimigos mortais em 'O sétimo guardião'
REALITY SHOW
BBB 19 começa hoje. Na Rocinha Casa de Darnrley vira "QG" de Torcida
POSSE DE ARMAS
Bolsonaro assina nesta terça-feira decreto que facilita posse de armas
HEROINA
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
FAMOSIDADES
Doente, José Mayer foi esquecido pela Globo e abandonado por ‘Amigos’