Menu
SADER_FULL
quarta, 23 de maio de 2018
RIO_DOURADOS
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Governo investiu R$ 1 milhão para implantar laboratório

26 Jul 2004 - 13h12
O governo do Estado investiu R$ 1 milhão na construção do prédio e aparelhamento do Laboratório de DNA. Só o seqüenciador, aparelho que faz a leitura e comparação do material genético, custou R$ 250 mil há quatro anos, quando foi adquirido, afirmou a diretora do setor, farmacêutica bioquímica Ceres Ione de Oliveira. Tamanho investimento se explica na importância do exame de DNA para a Polícia chegar aos culpados de crimes como estupro e homicídios com total confiabilidade, mas se presta, sobretudo, a um serviço de vasto alcance social: o reconhecimento de paternidade em processos movidos por mães carentes.

A luta para Mato Grosso do Sul ter um laboratório próprio de DNA começou em 1996, com a compra de alguns materiais e aparelhos de menor relevância, mas foi abandonada por quatro anos e só retomada quando o governador Zeca do PT assumiu o cargo, em 1999. Ceres de Oliveira acompanhou todo o processo e relembra os contratempos e as dificuldades enfrentadas e superadas, e externa a satisfação ao ver o sonho de tantos anos realizado. O apoio da presidente do Cogeps (Conselho Estadual de Gestão das Políticas Sociais), Gilda Maria Gomes dos Santos, foi fundamental para o sucesso da iniciativa, garantiu a diretora.

As licitações para compra dos equipamentos demoraram além do previsto, por excesso de burocracia e tendo em vista que se tratava de materiais importados. Quando, enfim, chegaram as máquinas, descobriu-se que o trabalho apenas havia começado. “Não tínhamos conhecimento nenhum. Faltavam peritos para operar os equipamentos.” A saída foi se valer da experiência alheia. Desta forma os técnicos de Mato Grosso do Sul viajaram diversas vezes para Belo Horizonte (MG) para entender como os mineiros, pioneiros no país nesse setor, estavam lidando com a novidade.

“Eles foram muito prestativos, nos alertaram dos erros que cometeram e deram todas as dicas necessárias.” Além de Belo Horizonte, apenas no Distrito Federal havia laboratório público de DNA. Mato Grosso do Sul foi o terceiro Estado a oferecer o serviço, que passa agora a operar com novo kit de reagente de forma a ampliar a capacidade, passando dos atuais 18 para até 70 exames semanais.
 
Agência Popular

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Bruna Marquezine aos olhos de Neymar: craque registra a namorada nos bastidores
BRUTALIDADE
Jovem é assassinada com mais de 10 tiros de calibre 12 e pistola
MONSTRUOSIDADE
Criança de 10 anos é estuprada e morta em casa
FÁTIMA DO SUL - 1º NO ESTADO DO MS
Fátima do Sul ganha primeiro condomínio aeronáutico do Sul do Estado do MS
NOVELA GLOBAL
'Segundo sol': Roberval reaparece milionário depois de 18 anos
DESUMANIDADE
Elas ficam até morrer
NOVELA GLOBAL
'Segundo Sol': Luzia marcará programa com Ícaro
APOCALIPSE
Isabela tenta enganar o irmão ao dizer que fugiria com ele, mas Benjamin nota a farsa
A CASA CAIU
Dois militares do Exército são presos em carro com armamento pesado
PANCADARIA
Carinho íntimo em praia acaba em confusão e guarda joga areia em mulher; veja vídeo