Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 17 de janeiro de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER BET
Brasil

Governo investirá R$ 20 milhões em projetos para juventude

19 Jul 2004 - 17h37
O governo do Estado vai investir, neste ano, em torno de R$ 20 milhões em projetos culturais, esportivos e de lazer que beneficiam diretamente crianças e jovens de todos os municípios de Mato Grosso do Sul. São ações coordenadas pela recém criada Secretaria da Juventude, Cultura e Lazer (Sejel) e articuladas no sentido de oferecer melhor qualidade de vida aos jovens das áreas periféricas e do interior, conforme detalhou o secretário Rodrigo Terra em audiência com o governador Zeca do PT, hoje à tarde, quando fez um balanço das atividades desenvolvidas e planejadas para o ano.

Com a construção de mais cinco grandes centros esportivos de múltiplo uso – sendo dois em Campo Grande, um em Corumbá, Ponta Porã e Dourados – serão investidos R$ 12,5 milhões, destacou Terra. Nos dois centros já em funcionamento: Jacques da Luz, nas Moreninhas e Ayrton Senna, no Aero Rancho, são atendidas por dia 2,5 mil pessoas, durante a semana, e entre 10 a 12 mil pessoas aos sábados e domingos. “A comunidade usa os centros para praticar esportes, freqüentar cursos, tomar banho nas piscinas, fazer suas caminhadas no fim da tarde ou simplesmente para passear com as crianças”, resumiu.

Mas o governador Zeca do PT entende que esses complexos podem ajudar a atingir objetivos ainda maiores, além do entretenimento. “Acho que o grande papel dos centros que já construímos e dos outros que vamos construir em Campo Grande e no interior do Estado, além de encaminhar as pessoas de forma mais saudável na vida, é revelar destaques no esporte.” A Secretaria da Juventude já persegue essa meta. Os técnicos cubanos que virão ao Estado – fruto de convênio entre Mato Grosso do Sul e Cuba – serão encarregados também dessa missão.

Outros projetos – Os Jogos da Participação Popular – programa que engloba diversas ações na área esportiva como campeonatos, torneios, festivais – atenderam 1,919 mil pessoas no primeiro semestre deste ano, sendo previsto o atendimento direto a mais 3,133 mil pessoas no segundo semestre. Os destaques são os Jogos da Juventude, Copa de Futebol Sub-16, Jems (Jogos Estudantis de Mato Grosso do Sul), Jams (Jogos Abertos de Mato Grosso do Sul) e Jebs (Jogos Estudantis Brasileiros).

A Sejel está investindo R$ 1,25 milhão em projetos de melhorias no ginásio de esportes Guanandizão, em Campo Grande, e no ginásio de Jateí (reforma), e na aquisição de arquibancadas para o ginásio de Nova Andradina. No Parque das Nações Indígenas será construída uma pista de skate ao custo de R$ 123,253 mil, e através do FIE (Fundo de Investimento Esportivo) serão destinados R$ 1 milhão para as federações das diferentes modalidades até o fim de 2004. No primeiro semestre o FIE já aplicou R$ 470 mil no patrocínio de eventos e projetos esportivos.

“Todos os projetos para esse ano estão dentro do cronograma estabelecido e serão executados na íntegra”, garantiu Terra. Em algumas áreas, como no desenvolvimento de políticas para a juventude, a Sejel trabalha com metas para os próximos 2,5 anos que restam da atual gestão, e articula políticas que atendam os jovens em todas as secretarias do governo.
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

CELULAR
Brasil é o 3º país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos
A CASA CAIU
Mulher acha que marido morreu, busca detetive e descobre traição: 'Agora é ex'
LUTO - IASD
Morre primeiro líder máster de desbravadores investido no Brasil
OVNI OU SATÉLITE?
Objetos não identificados no céu chamam a atenção de moradores
SANGUE FRIO
Homem mata desafeto e continua vendendo picolé nas ruas da cidade
PERIGO DA NARGUILÉ
Jovem contrai doença após fumar narguilé e alerta: 'Abandonem essa porcaria'
100 CULTURA
Escola joga pela janela livros que recebeu como doação
EMPREGADO
Jovem que salvou criança de ataque de pitbull consegue emprego
DINHEIRO NA PRAÇA
Começa hoje o pagamento de abono salarial do PIS-Pasep
ALERTA GERAL
EUA emitem alerta para que turistas evitem visitar cidades de MS e outros locais do Brasil