Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 16 de junho de 2019
SADER_FULL
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Governo federal vai contratar quase 30 mil até 2010

10 Jul 2007 - 08h37

O governo federal vai fazer concurso público para contratar cerca de 30 mil servidores até o ano de 2010, informou nesta segunda-feira (9) o novo secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira. O objetivo do governo é substituir os funcionários terceirizados.

"A política de substituição de terceirizados teve início em 2003 e busca diminuir os contratos de prestação de serviços substituindo (essas) vagas por servidores efetivos. Das vagas autorizadas pela Lei Orçamentária Anual, mais de 45% foram para substituir terceirizados", informou Paiva, que assumiu o cargo há cerca de dois meses.

O secretário explicou que a substitutição de terceirizados é realizada em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU) e com o Ministério Público do Trabalho.

Entre 2002 e 2006, o Ministério do Planejamento informou que foram substituídos 31,5 mil funcionários terceirizados.

Os dados do TCU, porém, diferem um pouco do anunciado pelo secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento.

Segundo o Tribunal, estão previstas as substituições de cerca de 27 mil funcionários terceirizados do governo federal entre 2007 e 2010.

A expectativa é substituir 6,5 mil neste ano, dos quais 651 já foram contratados, 7,48 mil em 2008, 6,85 mil em 2009 e 5,88 mil em 2010.

Direito de greve

Sobre o direito de greve dos trabalhadores, o secretário disse que a conquista "é histórica", mas defende que a greve dos servidores públicos ainda tem de ser regulamentada.

"No Brasil, a Constituição garante o direito e exige a regulamentação, que significa estabelecer em que condições o direito pode ser exercido", explicou.

Paiva disse que é preciso encontrar uma "justa medida" para conciliar o exercício do direito de greve com a preservação das atividades essenciais.

"Entendo que a regra deve ser no sentido de preservar o interesse público. Todos sabemos que a greve nos serviços públicos não pode resultar em risco de qualquer ordem para a sociedade", disse.

 

 

 

G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSASSINATO
Marido da deputada é morto a tiros
MULHER DO PRESIDENTE
Esposa de Jair Bolsonaro cai na internet, fotos íntimas são exibidas e todos ficam sem acreditar
DOURADOS - MANIFESTAÇÕES
Dono da Havan manda 'recado' a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
VENENOSA
Agricultor é picado por cobra jararaca
FORÇA DE VONTADE
Advogado que pedia emprego na rua é contratado e ganha pós-graduação
CASO DE POLÍCIA
Filho mata a mãe e rouba seu cartão para comprar cocaína
EQUIPARADO AO RACISMO
Agora Homofobia é crime, STF criminaliza
DOENÇA DO SÉCULO
Jovem de 19 anos com depressão comete suicídio e choca cidade
REVOLTANTE
Filho é preso por ficar com aposentadoria e manter pais idosos morando em situação de miséria
BARBÁRIE
Nus e amarrados, corpos de três jovens são encontrados mortos em matagal