Menu
LIMIT ACADEMIA
domingo, 25 de agosto de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Governo estuda política de fomento à pecuária leiteira

27 Jun 2007 - 14h29
Os membros da Câmara Setorial do Leite, do Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado (Silems), Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Cooperativa Central Agroindustrial do Paraná (Confepar), Cooperativa de Produtores de Leite (Copaleite), Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), estiveram reunidos ontem com a secretária de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, para discutir ferramentas de estímulo à produção de leite estadual.    

 

      Já há algum tempo o setor vem buscando solucionar gargalos antigos, a exemplo do tripé alimentação, sanidade e manejo, mas o que falta mesmo é uma política pública de assistência técnica ao produtor de leite, motivo da reunião.

 

      Hoje, a pecuária leiteira no Estado está dividida em oito bacias, sendo que a maior em produção é a do Bolsão, seguido das bacias de Campo Grande e Glória de Dourados. Com um rebanho próximo de 963.579 bovinos de leite, o Estado produz anualmente 508,7 milhões de litros de leite, segundo o coordenador da Comissão Estadual da Pecuária de Leite da Federação da Agricultura e Pecuária (Famasul), Denis Vilela.

 

     “As indústrias precisam ser nossas parceiras. Elas têm que exigir qualidade e levar esse conhecimento ao campo, e essa informação só acontece em parceria”, ressalta Vilela. E complementa: “cabe ao governo oferecer a infra-estrutura básica, capacitação e um programa de desenvolvimento do setor”.

 

     Segundo a secretária Tereza Cristina, o governo já comprou a idéia do leite e discute agora uma política ideal para este segmento. Ela afirmou que ainda essa semana o assunto será levado ao conhecimento do governador André Puccinelli.   

 

     Também participaram da reunião o superintendente de Agricultura e Pecuária da Seprotur, João Carlos Krug e o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), José Antônio Roldão. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

A CASA CAIU
Homem pede divórcio ao descobrir que não é pai de nenhum dos nove filhos
ESTADO GRAVE
Homem ateia fogo em mulher e filha de 4 anos 80% do corpo queimado
SURPRESA E FÉ
Homem que morava em uma barraca ganha casa reformada
JUSTIÇA PROPRIAS MÃOS
Suspeito de ter estuprado criança é assassinado por lideranças de bairro
ASSISTA A REPORTAGEM
Família da modelo Mylena Mendes, que morreu em acidente faz protesto no Fórum
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que forjou DNA de Arthur em 'A dona do pedaço'
FOGO NA AMAZONIA
Macron diz que Bolsonaro mentiu, e Europa ameaça retaliar Brasil
TURISMO
Curtir a Cidade Maravilhosa com pacotes de viagens baratos
FUTEBOL - PAIXÃO NACIONAL
Uma estrutura confiável para resultados de futebol
POSSE DE ARMA
Posse de arma em toda extensão da fazenda é aprovada e segue para sanção