Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de novembro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Governo entrega 222 moradias em Camapuã e Figueirão

2 Jul 2004 - 08h04
 

O secretário estadual de Infra-estrutura e Habitação, Carlos Augusto Longo, e o diretor-presidente da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul), Amarildo Cruz, devem entregar hoje 222 casas em Camapuã e Figueirão. São 207 unidades habitacionais feitas pelo projeto Tijolo por Tijolo: 180 em Camapuã e 27 em Figueirão. No Tijolo por Tijolo, o mutuário financia o material de construção pela CEF (Caixa Econômica Federal), o governo paga a mão-de-obra e o beneficiado ou a prefeitura contribui com o terreno.

As moradias de Camapuã tiveram investimento de R$ 1.045.120,62 e as de Figueirão R$ 135.030,00. As construções possuem dois quartos, sala, cozinha e banheiro distribuídos em 38,44 metros quadrados. As quinze unidades restantes estão em Camapuã e fazem parte do Programa Novo Habitar. Para estas casas foram utilizados recursos do Programa de Subsídio à Habitação, no total de R$ 147.690,03. As moradias possuem dois quartos, sala, cozinha e banheiro com 38,44 metros quadrados de área construída.

 

APN

Deixe seu Comentário

Leia Também

OBESIDADE MORBIDA
Mulher de 230 quilos pede ajuda: ‘Está muito difícil minha vida’
EXECUÇÃO
Adolescente grávida tem residência invadida e executada com vários disparos
TATUAGENS
Influenciadoras ganham dinheiro exibindo tatuagens para fãs
TECNOLOGIA
Conheça o Xiaomi Mi Note 10, lançamento chinês com câmera quíntupla
Brasil
Chuvas causam deixam mais de 500 desabrigados
TECNOLOGIA - SE LIGA AÍ
Celulares pré-pagos de 17 Estados devem ser recadastrados até segunda-feira
MA FASE
Com gol de Messi, Brasil é derrotado pela Argentina e prolonga má fase
IDENIZAÇÃO
Justiça de São Paulo determina bloqueio de passaporte do ex-jogador Roberto Carlos
REVIRAVOLTA
Ex-governadora Rosinha vira doceira e evita falar de política: ‘Tudo deixa trauma’
FUTEBOL BRASILEIRO
Santos precisa se esforçar mais para evitar a perda de uma peça tão importante como Jorge Sampaoli