Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 21 de agosto de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Governo e sistema "S" vão qualificar trabalhadores

3 Set 2004 - 14h05
O Sistema “S”, formado pelo Sesi (Serviço Nacional da Indústria), Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), Sesc (Serviço Nacional do Comércio), Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa) e Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), pode ser o grande parceiro do governo do Estado no esforço para formar e qualificar os trabalhadores sul-matogrossenses e, desta forma, ocupar os postos de trabalho que serão abertos com a vinda de novas indústrias. Hoje pela manhã, o secretário de Coordenação Geral do Governo, Raufi Marques, e o presidente nacional do Sesi e presidente do Fórum do Sistema “S”, Jair Meneghelli, deram início às conversações para formação da parceria.

A reunião foi no gabinete de Raufi Marques e participaram, também, os secretários da Produção e Turismo, José Antônio Felício, e da Gestão Pública, Alberto de Mattos Oliveira. Meneghelli estava acompanhado do presidente da Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul), Alfredo Fernandes e do superintendente regional do Sesi, Heber Xavier.

Fernandes enfatizou que o Sesi já desenvolve um programa de formação profissional em 55 municípios do Estado, capacitando trabalhadores em 18 diferentes profissões. Essa mesma estrutura pode ser usada, em parceria com o governo do Estado, para treinar os funcionários das indústrias que estão chegando a Mato Grosso do Sul. “Os empresários reclamam da falta de mão-de-obra qualificada; esse é um problema para o empreendedor, que nem sempre dispõe de recursos ou tempo para formar sua equipe e acaba preterindo o Estado”, observou.

Só a Kepler Weber, por exemplo, vai empregar 500 trabalhadores em Campo Grande, e precisa que sejam profissionais capacitados, lembrou o secretário José Antônio Felício. “O governo, sozinho, não tem como bancar um programa dessa magnitude. São milhares de trabalhadores em todo o Estado que precisam de qualificação em diferentes funções. A parceria com o Sistema ‘S’ é fundamental.”

Meneghelli se comprometeu, ainda, a fazer gestão direta com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que o governo federal lance um programa nacional de capacitação profissional e destine mais recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) para essa finalidade. Já existe uma parceria entre o Sistema “S” e o governo federal para formação dos recrutas das Forças Armadas, exemplificou Meneghelli. “Nesse ano estamos qualificando 30 mil recrutas e para o ano que vem, a meta é atingir 100 mil.”

Cozinha industrial – Raufi Marques e Alfredo Fernandes discutiram também a implantação de uma cozinha industrial na Ceasa (Central de Abastecimento). O Sesi tem know how no aproveitamento total de alimentos, produzindo pratos altamente nutritivos a partir de cascas de frutas e verduras. “A idéia é processar as sobras da Ceasa e destinar esses alimentos para entidades assistenciais”, revelou.

Meneghelli veio a Mato Grosso do Sul participar de solenidades de formatura de jovens e adultos nos cursos de alfabetização do Sesi em Três Lagoas e Corumbá. Só nesses dois eventos, 130 pessoas estão recebendo os certificados de conclusão de curso. Em todo o país, a meta do Sesi é alfabetizar 2 milhões de pessoas, em parceria com o Ministério da Educação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FATALIDADE
Menina de 7 anos é atacada por pitbull e morre na casa dos avós
CRIMINOSO FORAGIDO
Ataque com machadinha deixa alunos e professora feridos em escola
POLEMICA II
Após polêmica, deputado diz que não existe PL de poliamor ou casamento entre mães e filhos
CONFISSÃO
Filhos investigam e descobrem que pai matou a mãe há 37 anos
MAL SUBITO
Policial militar tem mal súbito e morre no mesmo dia que descobriu que seria pai
NOVELA GLOBAL
Régis oferece vender loja para dar dinheiro a Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
POLÊMICA
Vale Tudo: projeto libera casamento entre mães e filhos e revolta MS
100 VERBAS
Emissão de CPF e restituição do IR podem ser suspensas pela Receita
100 PENA
'Não tem que ter pena', diz Jair Bolsonaro sobre uso de atirador de elite após sequestro de ônibus
ACIDENTE TRÁGICO
Morte de três profissionais em acidente comove a cidade