Menu
SADER_FULL
quinta, 18 de outubro de 2018
LIMIT ACADEMIA
Busca
SICREDI_FATIMA
Brasil

Governo e CEF vão investir em 91 casas populares em Dourados

17 Abr 2007 - 16h49

O vice-governador Murilo Zauith (DEM) e o secretário estadual de Habitação Carlos Marun participaram hoje, na prefeitura de Dourados, do lançamento das obras de um conjunto habitacional com 91 casas no Jardim João Paulo II, o residencial Ponte Branca I, na região sudeste da cidade, com previsão de entrega em seis meses.

Segundo Marun, serão investidos R$ 2,9 milhões no residencial. A obra faz parte do Programa Casa da Gente/Projeto PAR (Programa de Arrendamento Residencial). Os recursos vêm de parceria entre o governo do Estado e Caixa Econômica Federal. A prefeitura de Dourados vai doar o terreno.

Além de assinar o convênio e visitar o local das obras do residencial Ponte Branca I, Marun também anunciou a construção de mais 80 casas para a reserva indígena de Dourados.

Marun também visitou outras duas obras do Programa Casa da Gente/Projeto PAR que estão em andamento em Dourados desde o início do ano, com mais 230 unidades habitacionais nos conjuntos Itajau I e II.

 

Com assessoria

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASO LETICIA
Adolescente morta a facadas contou a amigos que pai estuprou a tia na sua frente:'Tinha quatro anos'
MOTIVO FUTIL
Camera ajuda na indentificação de Homem que confessa ter matado mulher após falhar na "Hora H"
A CASA CAIU
Rapaz é agredido pelas sete namoradas que descobriram traição
SEGUNDO SOL
Beto confronta Karola: 'Você roubou a vida de outra mulher'
DEFICITÁRIAS
Correios fecham 02 agências no MS e 39 no país
VICENTINA - LEILÃO ELETRÔNICO
Justiça realizará leilão eletrônico de imóveis urbanos e trator de VICENTINA
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Conclusão do Comperj deve gerar 8 mil vagas em 2019
LUTO NO JORNALISMO
Morre Gil Gomes, jornalista policial, aos 78 anos, em São Paulo
SELEÇÃO BRASILEIRA
Brasil vence a Argentina com gol de Miranda nos acréscimos e conquista o Superclássico
HORARIO DE VERÃO
Início do horário de verão não será adiado, informa o Planalto