Menu
SADER_FULL
segunda, 15 de julho de 2019
LIMIT ACADEMIA
Busca
AGÊNCIA BONITO THIAGO
Brasil

Governo distribuirá kits do Detran-MS em período eleitoral

30 Jul 2010 - 09h34Por Mídia Max

Meses após a polêmica envolvendo agendas do Detran-MS com a foto do governador André Puccinelli (PMDB), o governo do Estado conseguiu na Justiça Eleitoral autorização para confeccionar e distribuir camisetas e kits pedagógicos referentes a atividades planejadas que serão desenvolvidas pelo órgão de trânsito no período eleitoral.
O governo alegou que a ação do Detran/MS consiste em campanha sócio-educativa ligada ao trânsito nos municípios de Mato Grosso do Sul, com “o objetivo de levar educação para o trânsito e sensibilizar estudantes, educadores das escolas públicas e privadas e profissionais da área de trânsito”.

Consultada, a Procuradoria Regional Eleitoral, manifestou-se pela procedência do pedido de divulgação da publicidade institucional da mencionada campanha, desde que não haja referência ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e sua logo “Rumo ao Desenvolvimento”, como também a fotos ou alusões a agentes públicos escolhidos em convenção relativa às eleições deste ano.

Relator do pedido, o presidente do TRE-MS, desembargador Luiz Carlos Santini autorizou a confecção do material e divulgação da campanha, mas impôs restrições em acordo com a legislação eleitoral. Explicou, por exemplo, que a campanha deve ter impessoal e suprapartidário,sem qualquer menção a agente político ou partido político, seja direta ou indiretamente, seja escrita, falada ou visual.

As agendas escolares do Detran-MS renderam longo polêmica entre os deputados de oposição e a base aliada na Assembleia Legislativa. Além da foto do governador, na página de apresentação do livrinho, fato que os petistas classificaram como propaganda pessoal, o valor da agenda também rendeu muitos debates.

As notas de remessa encaminhadas com o produto às escolas apontavam valor unitário de R$ 56,00. Mas, o governo alegava que o produto não custava mais do que R$ 7,48. Após semanas de discussão, o Poder Executivo admitiu que houve erro na confecção das notas de remessa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NÃO QUER QUE ELE USE
Mãe apaga narguilé do filho adolescente e leva chinelada
NOVELA GLOBAL
Régis confessa que está apaixonado de verdade por Maria da Paz em 'A dona do pedaço'
VAQUINHA VIRTUAL
Com dinheiro de vaquinha, morador de rua que ajudou idosa durante temporal no Rio compra casa
DURANTE MISSA
Padre Marcelo Rossi cai do altar após ser empurrado em missa
ASSASSINATO
Prefeito é morto a tiros por vereador após discussão
ATROPELAMENTO FATAL
Freira Franciscana coordenadora de catequese morre atropelada por carro
ASSASSINATO
Homem é morto na frente da filha de 11 anos por causa de dívida
MELHORES MOMENTOS
Santos vence e diminui diferença, Grêmio ganha de virada
CAMPO BELO RESORT - ATRAÇÕES DE JULHO
Circo Voar, tirolesa, arvorismo e diversos esportes radicais e muito mais no Campo Belo Resort
SUPERAÇÃO
Mulher supera agressões e se torna símbolo de determinação