Menu
LIMIT ACADEMIA
sábado, 23 de fevereiro de 2019
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ITALÍNEA
Brasil

Governo distribuirá kits do Detran-MS em período eleitoral

30 Jul 2010 - 09h34Por Mídia Max

Meses após a polêmica envolvendo agendas do Detran-MS com a foto do governador André Puccinelli (PMDB), o governo do Estado conseguiu na Justiça Eleitoral autorização para confeccionar e distribuir camisetas e kits pedagógicos referentes a atividades planejadas que serão desenvolvidas pelo órgão de trânsito no período eleitoral.
O governo alegou que a ação do Detran/MS consiste em campanha sócio-educativa ligada ao trânsito nos municípios de Mato Grosso do Sul, com “o objetivo de levar educação para o trânsito e sensibilizar estudantes, educadores das escolas públicas e privadas e profissionais da área de trânsito”.

Consultada, a Procuradoria Regional Eleitoral, manifestou-se pela procedência do pedido de divulgação da publicidade institucional da mencionada campanha, desde que não haja referência ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e sua logo “Rumo ao Desenvolvimento”, como também a fotos ou alusões a agentes públicos escolhidos em convenção relativa às eleições deste ano.

Relator do pedido, o presidente do TRE-MS, desembargador Luiz Carlos Santini autorizou a confecção do material e divulgação da campanha, mas impôs restrições em acordo com a legislação eleitoral. Explicou, por exemplo, que a campanha deve ter impessoal e suprapartidário,sem qualquer menção a agente político ou partido político, seja direta ou indiretamente, seja escrita, falada ou visual.

As agendas escolares do Detran-MS renderam longo polêmica entre os deputados de oposição e a base aliada na Assembleia Legislativa. Além da foto do governador, na página de apresentação do livrinho, fato que os petistas classificaram como propaganda pessoal, o valor da agenda também rendeu muitos debates.

As notas de remessa encaminhadas com o produto às escolas apontavam valor unitário de R$ 56,00. Mas, o governo alegava que o produto não custava mais do que R$ 7,48. Após semanas de discussão, o Poder Executivo admitiu que houve erro na confecção das notas de remessa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PEDOFILIA
Babá de 15 anos recebia dinheiro para ter relações com patrão
PREOCUPANTE
Mineradora declara situação de emergência em barragem de Araxá
INTOLERANCIA RELIGIOSA
Delegado solicita ida à casa do 'BBB 19' para interrogar Paula, investigada por intolerância
RESUMO DAS NOVELAS
Mercedes convoca Murilo para uma conversa
CORTE CEGO
Megaoperação da PM em 18 bairros tem três mortos e cinco feridos
PERSISTÊNCIA
Ex-faxineiro se forma em Jornalismo e já está empregado
O QUE IMPORTA PARA VOCÊ?
Equipe médica leva paciente de UTI à formatura do filho
INDIGNAÇÃO
Pedreiro desafia Rodrigo Maia: 'Trabalhe 30 dias numa obra, que trabalho até os 80'
AMOR INCONDICIONAL
Cadela espera toda noite pela chegada de Boechat, diz mulher do jornalista
VIOLENCIA DOMESTICA
Reconstrução de rosto de mulher espancada na Barra vai durar seis meses, diz médico